Google Assistente testa verificação de voz para confirmar compras online

Apenas alguns usuários podem acessar o recurso e há um limite de crédito a ser gasto por conta, mas recurso sinaliza interesse do Google por compras autenticadas por voz

por Pedro Strazza

Um novo programa piloto do Google Assistente está experimentando o recurso de verificação de voz do aplicativo para autorizar compras online realizadas pelo usuário. A informação vem do Android Police, que confirmou com o Google a existência do teste e afirma que o recurso deve auxiliar os usuários dos smart speakers da companhia a realizar aquisições materiais pelos aparelhos.

A nova função por enquanto está restrita a compras realizadas dentro do aplicativo do Google Play e alguns pedidos específicos de restaurantes delivery, mas pode ser acessado pelos usuários na seção de configurações de pagamentos e segurança do Assistente sob o nome “Confirm with Voice Match”. Ao ser habilitado, o app disponibiliza uma página nova que permite que o usuário crie alguns passos extras de verificação para compra, mas de acordo com o Android Police apenas alguns usuários vão conseguir configurar tudo e conseguir acesso ao recurso – ainda é um programa piloto, afinal.

Os usuários que já tentaram habilitar a autenticação por voz ainda relatam que o Google Assistente comenta que “alguém com uma voz similar ou gravação pode confirmar compras nos aparelhos que você estiver logado”, além de confirmar que a ferramenta não é tão perfeita quanto deveria no momento. Há também um limite imposto pelo próprio Google ao quanto de grana tu pode gastar através da ferramenta – embora um valor numérico ainda esteja para ser divulgado ao público.

A novidade chega num momento em que o Google dá toda a cara que vai buscar explorar o “mercado de voz” com o Assistente. Em abril, o 9to5Google chegou a reportar que a companhia estava atualizando a IA do programa com um treinamento mais encorpado de reconhecimento de voz, afim de aumentar sua precisão quando para distinguir pessoas entre si.

A função é mais ou menos parecido com o que a Alexa da Amazon possui hoje, com compras sendo autorizadas por voz a partir de um PIN fornecido pelo usuário. A questão é que o Google parece mirar o próximo passo neste procedimento, com o público confirmando com senhas fáceis as suas compras.

Compartilhe: