campanha-nova-zelandia-porno

Campanha da Nova Zelândia incentiva pais a falarem de bullying, pornô e outros conteúdos da internet com filhos

Campanha "Keep It Real Online" aborda tópicos delicados como pornografia, violência, conversas online e cyberbullying

por Soraia Alves

Uma série de vídeos criativos do governo da Nova Zelândia busca educar pais e responsáveis ​​sobre como abordar assuntos complicados com crianças e adolescentes, que frequentemente estão expostos a tais conteúdos na internet.

A campanha “Keep It Real Online”, produzida pela agência Motion Sickness, aborda tópicos delicados como pornografia, violência, conversas online e cyberbullying.

No vídeo que mais teve repercussão, Sue e Derek, uma atriz e um ator de filmes pornôs, aparecem na casa de uma mãe para alertar sobre o conteúdo que seu filho tem assistido obsessivamente: filmes com classificação para maiores de idade. A intenção é mostrar ao menino a diferença entre o sexo visto nos filmes e o sexo real. “Normalmente, atuamos para adultos, mas seu filho é apenas uma criança”, explica Sue à mãe. “Ele pode não saber como os relacionamentos reais realmente funcionam”.

A atriz ainda alerta sobre o consentimento entre os parceiros, que quase nunca é abordado nos conteúdos pornográficos diretos, e Derek ressalta: “Eu nunca agiria assim na vida real”.

Conceitos semelhantes são aplicados aos outros vídeos sobre conteúdo violento e inadequado, bullying, e conversas com estranhos pela internet.

Compartilhe: