Created with GIMP
Imagem: Created with GIMP

Canon envia satélite com câmera de alta resolução ao espaço

Satélite será usado para captar novas imagens da Terra em alta resolução

por Soraia Alves

Que a Canon é uma das principais fornecedoras de câmeras, lentes e impressoras do mundo, isso todo mundo já sabe. Mas pouca gente sabe que a empresa também trabalha com a produção de microssatélites. Em 2017, a Canon começou a produzir pequenos satélites que foram colocados com sucesso em órbita na Terra para o registro de imagens. A partir daí começou a produção em massa do satélite CE-SAT-IB da empresa.

Uma nova etapa desse projeto começa amanhã, 04/07, quando o satélite será lançado ao espaço com uma câmera de alta resolução baseada na Canon EOS 5D Mark III, pelo foguete Electron, da Rocket Lab, empresa norte-americana do segmento aeroespacial que projeta e fabrica foguetes. Este satélite será usado para captar novas imagens da Terra em alta resolução.

O lançamento do foguete faz parte da missão “Pics or It Didn’t Happen”, a quarta mais recente da Rocket Lab. O lançamento estava previsto originalmente para o início deste ano, mas foi adiado por causa da pandemia do Covid-19.

A nova missão será coordenado pela Spaceflight Inc, que também será responsável pelo lançamento de outro satélite da Canon, o CE-SAT-IIB, programado para decolar no final de 2020, também a bordo do Electron. Este carregará três câmeras com diferentes resoluções e sensibilidades.

“Este lançamento é muito importante para a Canon e mostra o tamanho e posicionamento da empresa em diversas frentes de negócios. O vasto leque de produtos em seu portfólio, muitos até desconhecidos pelo grande público, credencia a empresa como líder mundial. Nosso objetivo é mostrar que a Canon é uma marca de vanguarda quando o assunto é imagem e tecnologia”, afirma a gerente de Marketing da Canon do Brasil, Manuela Nobre.

O satélite apresenta a própria tecnologia da Canon, incluindo o hardware baseado em uma de suas câmeras DSLR: a EOS 5D Mark III. O sistema óptico incorporado ao satélite foi projetado para captar imagens do planeta Terra em altíssima resolução e a 640 km de altitude.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link