Spotify começa a implementar uso de vídeos em podcasts

Após dois meses de teste, empresa disponibiliza recurso para programas específicos, mas tendência é expandir para mais criadores de conteúdo

por Matheus Fiore

Há dois meses, foi noticiado que o Spotify estava testando acrescentar vídeos a sua plataforma, e agora, a empresa finalmente decidiu disponibilizar o recurso focado na seção de podcasts do app. Agora, quaisquer podcasts poderão ser lançados também em formato de vídeo, com programas que podem ser assistidos tanto por dispositivos móveis iOS e Android, quanto em computadores macOS e Windows.

Com a novidade, os podcasts podem ser reproduzidos em tela cheia, para serem “assistidos”, ou na versão minimizada, focada principalmente para o público que prefere consumir a mídia apenas por áudio. O player mantém os recursos anteriores: permite avançar e retroceder imagens e áudio em quinze segundos, além dos básicos controles de reprodução e controle de som.

Por ora, apenas alguns criadores de conteúdo estão liberados para produzir conteúdo com o novo recurso, mas é provável que, em breve, a ferramenta seja disponibilizada para mais usuários. A fase de testes utilizou apenas um programa específico de três episódios como piloto. Agora, os programas Book of Basketball 2.0, Fantasy Footballers, The Misfits Podcast, H3 Podcast, The Morning Toast, Higher Learning with Van Lathan & Rachel Lindsay e The Rooster Teeth Podcast também terão acesso.

O uso de vídeos no Spotify não é exatamente uma novidade. Nos últimos anos, a plataforma tem permitido que artistas lancem álbuns que reproduzam vídeos ou trechos de videoclipe juntamente às músicas, possibilidade que foi bastante aproveitada por artistas como Beyoncé e Kanye West. Com a chegada disso no mundo dos podcasts, porém, o Spotify permitirá que programas gravados ao vivo, por exemplo, possam futuramente fazer suas transmissões dentro da própria plataforma – algo que hoje ocorre no Twitch e no YouTube, por exemplo.

Ainda é cedo para cravar, mas não é difícil imaginar que, com a adição, o Spotify esteja mirando também disputar espaço no mercado de vídeos e talvez até mesmo de transmissões ao vivo, o que faria a empresa sueca brigar com outros gigantes tecnológicos que dominam a área.

Compartilhe: