Em vídeo, CEO da Ubisoft promete esforços para tornar empresa mais inclusiva

Depois de onda de denúncias de assédio nos escritórios da empresa, Yves Guillemot promete que Ubisoft vai buscar retribuir confiança dada pela indústria e comunidade gamer

por Matheus Fiore

A Ubisoft está se preparando nesta quinta (10) para o Ubisoft Forward, segunda edição do evento anual no qual a empresa anuncia suas novidades para o mundo dos games. Por se tratar da primeira edição do evento que ocorre juntamente à chegada de uma nova geração de consoles – tanto o PlayStation 5 quanto o Xbox Series X e o Xbox Series S devem chegar às lojas em novembro –, é, sem dúvidas, um momento importante para a empresa.

Por isso, o CEO da companhia, Yves Guillemot, aproveitou a oportunidade para se pronunciar sobre problemas internos da gigante do mundo dos games e anunciar algumas mudanças, destinadas a criar um ambiente de trabalho mais seguro e inclusivo. A declaração foi feita por um vídeo postado no Twitter oficial da Ubisoft. A promessa vem na esteira de um escândalo no qual funcionários denunciaram assédio sexual e abuso dentro dos escritórios da empresa.

“Antes de começarmos, gostaria de falar sobre algumas questões internas que vieram à público recentemente. Neste verão, descobrimos que alguns funcionários da Ubisoft não agiam de acordo com os valores da empresa e que nosso sistema falhou em proteger as vítimas de seus comportamentos. Eu sinto muito por todos que foram prejudicados. Nós estamos tomando passos importantes para lidar com essas pessoas que mancharam nossos valores e conduta. Estamos trabalhando para melhorar nossos sistemas e processos”, disse Guillemot antes de anunciar as novidades.

Em seguida, Guillemot falou sobre as medidas que a Ubisoft irá tomar a fim de tornar seu ambiente de trabalho mais diverso. “Nós estamos também focados em melhorar diversidade e inclusão em todos os níveis da companhia. Estaremos também investindo 1 milhão de dólares em um programa focado na representatividade de minorias, incluindo mulheres e pessoas de cor para que essas pessoas façam parte e tenham sucesso na Ubisoft”, disse o CEO. “Essas mudanças levarão tempo até terem resultado, mas farei tudo que estiver ao meu alcance para que a Ubisoft seja uma empresa receptiva, respeitável e segura. Queremos retribuir a confiança que a comunidade sempre depositou em nós”, completou.

A Ubisoft parece também disposta a promover mudanças após outro escândalo recente quando vazamentos evidenciaram que o machismo de lideranças da empresa diminuiu participações femininas nos jogos da série “Assassin’s Creed”, o grande carro-chefe do estúdio. Executivos e departamento de marketing chegaram a barrar propostas com o argumento de que games com mulheres protagonistas não venderiam tão bem.

Apesar do importante posicionamento, a Ubisoft não incluirá o depoimento de seu CEO no evento que ocorre hoje, 10 de setembro. Após um seguidor sugerir que o vídeo de Guillemot fosse adicionado ao Ubisoft Forward, o Twitter da empresa respondeu: “Nós te ouvimos, mas por questões de temo, decidimos divulgar esse vídeo como uma mensagem independente antes do nosso evento, mas nós estamos trabalhando para garantir que ele estará disponível em todas as versões online do Ubisoft Forward”.

Compartilhe: