cover-disneyplus6

Disney+ confirma mensalidade de R$ 27,90 no Brasil

País terá as opções de assinatura mais baratas da América Latina junto dos argentinos, com preço mensal beirando aos 50 reais em territórios como Chile e Uruguai

por Pedro Strazza

A Disney enfim divulgou os preços oficiais do Disney+ na América Latina na madrugada desta terça-feira (3), há catorze dias do lançamento da plataforma no continente. No Brasil, o serviço terá uma assinatura mensal de R$ 27,90 e uma anual de R$ 279,90, com um período de sete dias de teste grátis.

Além dos valores fixos, a companhia também iniciou uma pré-venda do pacote anual que gera um desconto de 15,5% ao valor da anuidade. Com cobrança de R$ 237,90 e validade até o dia 16 de novembro, o desconto é expressivo: ao invés de pagar o equivalente a R$ 23,32 por mês pelo ano inteiro, o público pode ter acesso à plataforma nos doze primeiros meses pagando uma média de R$ 19,82 ao mês.

Junto do Brasil, a Disney também confirmou as mensalidades e anuidades da Plus na Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, Panamá, Peru, México e Uruguai. Cada país conta um valor próprio, mas no comparativo vale notar que os brasileiros tem acesso a uma das assinaturas mensais mais baratas do grupo, perdendo apenas para os argentinos que vão poder pagar 385 pesos argentinos (o equivalente a R$ 27,78) por mês. Você pode conferir abaixo a tabela inicial da Plus na América Latina, com a conversão para o real entre parênteses:

Argentina: ARS$ 385,00/mês (R$ 27,78/mês) ou ARS$ 3850,00/ano (R$ 278,43/ano)
Chile: CLP$ 6500,00/mês (R$ 48,00/mês) ou CLP$ 64900,00/ano (R$ 484,69/ano)
Colombia: COP$ 23900,00/mês (R$ 35,09/mês) ou COP$ 239900,00/ano (R$ 353,75/ano)
Peru: PEN$ 25,90/mês (R$ 40,71/mês) ou PEN$ 259,90/ano (R$ 409,13/ano)
México: MXN$ 159,00 (R$ 42,70/mês) ou MXN$ 1599,00/ano (R$ 429,77/ano)
Costa Rica, Equador e Panamá: US$ 5,99/mês (R$ 34,05/mês) ou US$ 59,99/ano (R$ 341,61/ano)
Uruguai: US$ 7,49/mês (R$ 42,57/mês) ou US$ 74,99/ano (R$ 427,03/ano)

A Disney+ será lançado em todos estes países e no Brasil no próximo dia 17 de novembro.

Compartilhe: