cena-do-musical-hamilton-1595819404809_v2_1920x1084

Por “decisão criativa”, “Hamilton” não ganha dublagem ou legenda em português no Disney+

Versão cinematográfica da peça só pode ser assistida com auxílio do closed caption em inglês

por Pedro Strazza

[Nota atualizada no dia 18/11 com declaração do criador da peça sobre o caso]

De longe um dos títulos originais de maior sucesso da plataforma até o momento, “Hamilton” não ganhou qualquer localização oficial no Brasil mesmo depois do Disney+ ser lançado no país. Com o debute do serviço nesta terça-feira (17), os usuários brasileiros viram confirmado que a versão filmada da peça criada por Lin-Manuel Miranda não conta com legendas ou dublagem em português no streaming.

Ao invés disso, as opções de áudio e legenda do conteúdo na Plus seguem apenas com o inglês original da produção, além da áudio descrição e o closed caption para a língua.

Se a impressão inicial é de que a questão se trata de um acidente, a realidade é outra. Procurada pelo Filmelier, a Disney declara que a ausência se trata de uma “decisão criativa” que engloba todos os países da América Latina, que também não terão opções de legenda e dublagem em suas respectivas línguas.

[ATUALIZAÇÃO: 18/11, 12h50] Depois da notícia da falta de localização explodir nas redes sociais no dia do lançamento, o criador da peça Lin-Manuel Miranda confirmou no Twitter nesta quarta (18) que “Hamilton” vai contar com legendas internacionais no Disney+.

Escrevendo em português, o artista respondeu a um usuário dizendo que ainda está “trabalhando com legendas em português” e outros idiomas, mas que o trabalho não ficou pronto a tempo do lançamento do streaming na América Latina. A informação contradiz a declaração oficial da Disney, que à imprensa comentou que não havia legendas por “decisão criativa”.

Confira abaixo o tweet na íntegra. Ainda não há previsão de disponibilidade de legendas para o filme fora do closed caption.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]

A situação soa como uma exceção mesmo, dado que outros títulos com problemas de localização neste lançamento estão relacionados a uma confusão entre as versões da língua portuguesa para o Brasil e Portugal. Ainda de acordo com a Filmelier, diversos curtas do estúdio presentes na plataforma como “Como Nadar”, “A Arte de Pescar” e “A Fonte da Juventude de Donald” estão com áudio e legendas da língua para os portugueses, enquanto o “Brigando por Comida” só conta com dublagem nacional, sem opções de legenda para o brasileiro.

Compartilhe: