Bolsa de Mulher | Cerveja de Mulher

por Luiz Yassuda

Uma brincadeira, uma reflexão sobre o comportamento da publicidade como um todo ou uma bebedeira despropositada? Para degustar uma “cerveja de mulher”, a Espalhe convidou os editores do Brainstorm #9 para um happy hour em sua sede, em São Paulo, e no escritório do Bolsa de Mulher, no Rio de Janeiro.

Trata-se, no entanto, de uma campanha focada em publicitários (mais especificamente, os mídias) para que eles não só conheçam o famoso vertical focado em comportamento feminino, que inclui não só notícias, mas também grupo de pesquisa, fórum de discussão, entre outros pontos de estudo deste comportamento, como também passem (ou continuem) a considerá-lo em seus próximos planos.

Sobretudo para linhas de produtos que não necessariamente são focados no público feminino em sua comunicação, mas cujas vendas se façam fortes entre elas, como por exemplo… a cerveja, amplamente consumida pelas mulheres, mas com apelo fortemente machista na maior parte das campanhas.

A volta parece grande, mas uma coisa que aprendi nestes meses trabalhando dentro de um departamento de mídia online é que brindes, agrados e gracinhas promovidos por portais nas agências resultam em simpatia dos meus colegas que marcam X. Imagine que a promessa da campanha Cerveja de Mulher é levar dois tipos de cerveja artesanal, do tipo Ale, feitas pela mestre-cervejeira Kátia Jorge, para promover happy hours em diversas agências do Brasil…

Um jeito de dizer “Think Different”. Para os publicitários que quiserem ir além, a campanha ainda promove um concurso para escolher rótulo e campanha para esta cerveja voltada para as mulheres. Quem ganhar leva o seu próprio peso em cervejas desta linha, além de destaques e honrarias no grande veículo do mercado publicitário canarinho, o Meio&Mensagem. Para saber mais a respeito do que está rolando, basta acessar o hotsite/blog da campanha.

Desde que entrei em um departamento de Mídia e tracei como meta receber um bom Scotch Single Malt 21 anos de presente de qualquer veículo, este foi o que chegou mais perto. Gostaria de incentivar por este canal que todos os outros tentassem melhorar a marca e me fazer bem feliz.

E não, eu não permito que você se inscreva com o meu nome pensando em ganhar o meu peso em cervejas…

Compartilhe: