CBS pagou US$ 7 milhões pela entrevista de Oprah com o príncipe Harry e Meghan Markle

CBS pagou US$ 7 milhões pela entrevista de Oprah com o príncipe Harry e Meghan Markle

Para potenciais anunciantes, espaços comerciais custaram US$ 350 mil por trinta segundos

por Matheus Fiore

[Nota atualizada às 14h30 com informações de audiência do programa]

A entrevista que Oprah fez no último domingo (7) com o príncipe Harry e sua esposa, Meghan Markle, foi uma das mais aguardadas pelo público inglês. E não é para menos, já que o casal tem quebrado protocolos e se afastado da família real britânica, atraindo muitas discussões e polêmica para suas imagens públicas. Essa entrevista, claro, não foi barata: segundo a Forbes, a CBS pagou ao menos US$ 7 milhões para ter os direitos de transmitir a gravação.

Com o acordo, a CBS ganhou os direitos de transmitir a entrevista em mercados internacionais, incluindo o próprio Reino Unido, onde a entrevista será exibida nesta segunda (8). Além da CBS, a ABC e a NBC também fizeram propostas pelos direitos.

É claro também que, pela expectativa em torno da entrevista, toda a situação fez com que os espaços comerciais do programa estejam bem valorizados. Para anunciar nos intervalos, os potenciais anunciantes precisaram desembolsar no mínimo US$ 350 mil por apenas 30 segundos no ar e, para otimizar os ganhos, a CBS transformou a entrevista de uma hora em um especial de duas horas completo.

Tudo isso não aconteceu à toa. De acordo com a Variety, só nos EUA a transmissão chegou a 17,18 milhões de espectadores, quase o triplo da audiência do último Globo de Ouro na semana anterior.

Batizado de “Oprah with Meghan and Harry: A Primetime Special”, o especial tem duas partes. Na primeira, Oprah entrevista Meghan e discute sua vida e sua relação com a família real, enquanto na segunda Harry se junta à esposa para discutir o futuro. A conversa explodiu nas redes no último domingo ao revelar que a família real britânica teria demonstrado “preocupação” pela cor do filho do casal, Archie, uma demonstração de racismo que coroa a trajetória difícil de Meghan dentro da monarquia.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link