youtube-shorts
Imagem: Reprodução/YouTube

YouTube anuncia fundo de US$ 100 milhões para criadores investirem em conteúdos originais no Shorts

Todo mês o YouTube entrará em contato com os criadores cujos conteúdos ultrapassarem certas metas, como forma de recompensa pelo engajamento

por Soraia Alves

A fim de concorrer com o TikTok, o YouTube anunciou um fundo de investimento de US$ 100 milhões para o YouTube Shorts, que basicamente vai pagar aos criadores pelos conteúdos mais vistos ao longo de 2021 e 2022 na plataforma. Chamado YouTube Shorts Fund, o investimento não é exatamente para ser usado no custeio das produções. Em vez disso, todo mês o YouTube entrará em contato com os criadores cujos conteúdos ultrapassarem certas metas, como forma de recompensa pelo engajamento.

A empresa espera distribuir dinheiro para “milhares” de criadores todos os meses, segundo comunicado. E esses criadores não precisam estar no Programa de Parcerias do YouTube para se qualificar. Qualquer pessoa está qualificada para receber essas recompensas criando conteúdo original para o YouTube Shorts.

Reprodução/YouTube

Apesar do anúncio, o YouTube não compartilhou detalhes mais específicos sobre as operações do fundo, incluindo como os criadores serão avaliados ou quais os limites específicos para o recebimento de pagamentos. Embora a empresa tenha enfatizado que apenas conteúdo original pode ser recompensado, não se sabe como será feita a verificação para garantir que o conteúdo do Shorts não tenha sido carregado em outra plataforma, como Reels ou TikTok.

O YouTube não é a única plataforma a investir em recompensas em dinheiro para os usuários a fim de aumentar a competição com o TikTok. O Snapchat, por exemplo, tem gastado US$ 1 milhão por dia com criadores da plataforma cujos conteúdos têm uma boa performance no Spotlight.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link