b9-Recovered
Imagem: Reprodução/Getty Images

Impostores se passam por Elon Musk para aplicar golpes de até US$ 2 milhões em bitcoins

Ao todo, mais de US$ 80 milhões em criptomoedas foram roubados de outubro de 2020 até maio de 2021

por Matheus Fiore

Um novo esquema está sendo aplicado para roubar bitcoin nos Estados Unidos. Golpistas estão se passando por Elon Musk prometendo grande retorno de investimento em criptomoedas, segundo o Federal Trade Commission. Os valores superam o equivalente a US$ 2 milhões (valor que, na cotação atual, supera 10 milhões de reais).

Por anos, os impostores se passaram por Musk para convencer as vítimas pela internet. Eles usam táticas de manipulação nas redes sociais, usando até mesmo os mesmos avatares e nomes, mudando apenas um detalhe no usuário. O golpe consiste em pedir às vítimas para enviar criptomoedas para uma carteira de um endereço específico para participarem de um investimento de grande retorno.

O golpe de US$ 2 milhões foi descoberto em um relatório da FTC divulgado nesta segunda (17). Desde outubro de 2020, foram registrados golpes de mais de US$ 80 milhões envolvendo investimentos em criptomoedas como bictoin. Em média, as pessoas perdem US$ 1.900 em cada golpe. Vale lembrar ainda que o próprio Elon Musk já sofreu um golpe no Twitter, quando um vazamento prometeu informações do próprio Musk, de Barack Obama, Bill Gates, Joe Biden e até da Apple.

No golpe, os hackers usaram algumas das contas oficiais roubadas para divulgar links maliciosos, que interceptam os dados da vítima e têm acesso às suas carteiras de criptomoedas. Na época, o Twitter chegou até mesmo a bloquear contas verificadas de tuitar por algumas horas, mas não conseguiu evitar que os hackers lucrassem em torno de US$ 120 mil com o golpe.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link