imperialb9
Imagem: Divulgação

Maior joia do mundo foi projetada com software de modelagem 3D

Cada peça tem 50 metros de comprimento e 20 toneladas, com 13 mil escamas de aço inoxidável e cerca de 2,5 milhões de cristais Swarovski

por Matheus Fiore

O Tekla Structures, software de modelagem 3D da Trumble, empresa referência em tecnologia para construção, foi usado para desenvolver a maior joia do mundo. Batizados de Dragões de Saipan, cada um dos modelos possui 50 metros de comprimento e 20 toneladas. Os dragões foram projetados para embelezar o saguão do cassino do resort Imperial Palace, na ilha de Saipan.

Pelo fato de Saipan estar em uma zona de terremotos ativa, que enfrenta tufões frequentes, a instalação foi construída para suportar um terremoto de até sete graus de magnitude na escala Richter, suportando os tremores e protegendo as estátuas. Na cultura chinesa, o animal mitológico é um símbolo de poder e sorte.

Divulgação
Divulgação

Os dragões são cobertos com mais de 13 mil escamas de aço inoxidável, com cada uma delas sendo feita à mão com quase 200 cristais Swarovski. No total, a instalação utiliza mais de 2,5 milhões de cristais, o que a dá o posto de maior joia já criada. Além disso, é também o maior lustre do mundo, com cerca de 300 mil chips LED que criam uma área de superfície iluminada de mais de 700 metros quadrados.

O modelo 3D foi desenvolvido pela empresa de engenharia tcheca Excon, pelo software da Trimble. O projeto foi exportado diretamente para o processo de produção de máquinas LASVIT, minimizando a quantidade de itens feitos à mão, que representam um risco maior para a execução do projeto. Segundo o gerente de projetos da Excon, Jindřich Beran, todo o modelo de construção 3D digital foi processado no Tekla. “Este foi um projeto desafiador para modelar devido ao seu tamanho, construção fora do padrão e alguns outros detalhes atípicos. Graças ao Tekla Structures, conseguimos gerenciar bem essa complexidade”, afirmou Beran.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link