Em parceria com ONGs, Tinder lança Central de Segurança no Brasil

País é o primeiro da América Latina a receber o recurso, que disponibiliza tópicos de ajuda para encontros com segurança e linhas diretas para situações danosas

por Pedro Strazza

O Tinder anunciou nesta quinta (15) o lançamento da Central de Segurança no Brasil, recurso que busca proporcionar acesso rápido dos usuários a ferramentas relevantes de bem-estar dentro da plataforma. A nova seção, inédita na América Latina, inclui tópicos como orientações para encontros com segurança e páginas educacionais, além de uma lista de linhas diretas locais para diversas áreas como saúde mental, violência gerada por preconceito e até mesmo segurança na internet.

De acordo com a companhia, a central de segurança nacional foi e continuará sendo desenvolvida em parceria de diversas ONGs, incluindo a FONATRANS, a ABGLT, a Associação da Parada do Orgulho LGBT de SP e o Mapa do Acolhimento. A seção é uma forma do Tinder também manter seu compromisso crescente de proporcionar um ambiente onde todos possam se sentir livres para serem o que são, disponibilizando ferramentas que conectem membros com especialistas quando estiverem em situação de necessidade.

“Todos os dias, milhões de membros do Tinder confiam em nós para apresentá-los a novas pessoas, e nós nos dedicamos a construir recursos inovadores de segurança que atendam às necessidades das comunidades de date online de hoje” escreve o chefe de produtos de segurança da companhia na divulgação oficial, onde também confirma que o Brasil é o sexto país no mundo a receber a central de segurança: “Para nós, representa um passo importante para impulsionar nosso trabalho de segurança em uma escala incomparável no mercado”.

A Central de Segurança deve aparecer para todos os usuários nas próximas horas e dias, estando disponível no menu principal do aplicativo e em todas as conversas que os usuários nutrirem com matches.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link