o-que-e-podcast
Imagem: Shutterstock/LightField Studios

57% dos brasileiros começaram a ouvir podcasts durante a pandemia, revela pesquisa da Globo

43% dos entrevistados também declaram ouvir podcasts de uma a três vezes por semana

por Pedro Strazza

A pandemia veio para mudar muitos hábitos dos brasileiros, incluindo a rotina de ouvir podcasts. Essa é a conclusão de uma nova pesquisa realizada pela Globo em parceria com o Ibope, que aponta que 57% da população começou a ouvir programas de áudio no último ano.

O crescimento da área é espantoso no país. Realizada entre setembro de 2020 e fevereiro de 2021 com mais de mil entrevistados, o estudo também aponta que o público que já ouvia passou a consumir mais podcasts – cerca de 31% dos participantes confirmaram esse aumento no período – e que o hábito se faz em meio a outras atividades. De acordo com os resultados, cerca de 44% dos entrevistados escutam programas enquanto lidam com tarefas domésticas, enquanto 38% o fazem navegando pela internet, 25% antes de dormir e 24% estudando ou trabalhando.

O estudo ainda aponta que a escuta de podcasts mudou bastante entre o antes e depois da pandemia, com cada faixa etária possuindo uma prática particular. Os brasileiros com mais de 50 anos, por exemplo, começaram a escutar mais durante a execução das tarefas domésticas, indo de 24% a 41% entre os entrevistados. O público de 16 a 24 anos, enquanto isso, naturalmente deixou de ouvir no trânsito para o trabalho e a faculdade, com queda de 17% nesse tipo de consumo.

Entre os formatos, os podcasts mais populares entre os brasileiros são os de duração curta, com os episódios de 15 a 30 minutos ganhando preferência de 31% dos respondentes. Já os de até 15 minutos ganharam voto de 21% dos entrevistados, e os de 30 a 45 minutos 20%. A partir daí, o interesse despenca: episódios de 45 minutos a uma hora obtiveram interesse de apenas 13% do grupo de pesquisa, e os de uma hora a 1h30 e de mais de uma 1h30 chegam a 9% e 5% do público.

A partir daí a frequência de consumo é alta – 43% dos entrevistados dizem ouvir programas uma a três vezes por semana – e o envolvimento de marcas na área é valorizado. A pesquisa aponta que os ouvintes acreditam que os anúncios em podcast são uma forma de se manter atualizados sobre os últimos lançamentos, enquanto 51% se lembram de escutar publicidade nas produções que frequentam. Marcas que se envolvem no formato são consideradas “modernas”, e cinco em cada 10 ouvintes veem maior proximidade com empresas que se envolvem em podcasts.

Sobre os resultados, o gerente de áudio digital da Globo Guilherme Figueiredo acredita que o crescimento da área reforça a aposta da empresa. “Os podcasts falam ao pé do ouvido e criam uma relação íntima com o público, e a pesquisa vem para comprovar isso ao mostrar que mais pessoas passaram a se interessar pelo formato no contexto de isolamento social”, escreve o executivo na divulgação do estudo; “Entre os entrevistados, são comuns os relatos de pessoas que dizem se sentir parte da conversa dos programas e, assim, se sentem menos sozinhas. Dos quase 100 milhões de brasileiros que consomem alguma forma de áudio digital, 28 milhões já declaram ouvir podcasts. Esse crescente interesse reforça nossa aposta neste segmento”.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link