fbpx
Screenshot-2021-07-23-at-13.15.10
Imagem: Reprodução

Criptomoeda para apoiadores de Trump, Magacoin vaza dados de usuários uma semana depois do lançamento

Token beneficiava praticamente só o criador do ativo e influenciadores pró-Trump que toparam participar de um programa de embaixadores

por Pedro Strazza

A semana passada foi marcada no mercado de criptomoedas pelo lançamento da Magacoin, um novo token cuja grande inspiração é Donald Trump. Criado pela America First Conservatives, a moeda começou os trabalhos no meio com a disponibilização de 75 milhões unidades, número idêntico à quantidade de votos que o ex-presidente norte-americano recebeu nas eleições do ano passado, e em outras coisas surgiu para ajudar a financiar sua candidatura para o cargo em 2024.

O plano é razoavelmente simples. Com 10 milhões de unidades doadas ao “Magacoin Victory Fund”, a organização mira subsidiar diversas campanhas junto da de Trump a partir da valorização da criptomoeda. Em outras palavras, seria uma forma de aproveitar as idas e vindas do mercado para atingir os próprios fins eleitorais a longo prazo.

Apesar da estratégia mais ou menos firme, não demorou uma semana para que a criptomoeda encontrasse suas primeiras dificuldades. Na última quinta (22), o The Guardian reportou que a Magacoin sofreu uma falha grave de segurança que resultou na revelação de dados dos mil primeiros compradores da moeda – e a revelação de que a maioria do lucro proveniente do token acabou indo parar no bolso do criador da arapuca, um consultor com empresa ligada a todas as atividades da operação.

Para piorar, um outro esquema acabou sendo revelado no “programa de embaixadores” da criptomoeda, que envolvia a doação de mil Magacoins a influenciadores e comunicadores que se comprometessem a divulgar e fazer publicidade do ativo para seu público. Entre as personalidades, o Guardian aponta a participação do dono de um talk show de uma estação de rádio de Denver e de um grupo universitário republicano batizado de Iniciativa Federalista Jovem.

Em outras palavras, dificilmente a criptomoeda vem para atender seu propósito original, descrita oficialmente como um “ecossistema onde indivíduos pró-Trump podem apoiar negócios e candidatos pró-Trump sem utilizar de instrumentos financeiros que beneficiam os globalistas”.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link