YouTube decide remover a contagem de "dislikes" em todos os vídeos

YouTube decide remover a contagem de “dislikes” em todos os vídeos

Plataforma acredita que mudança vai proteger os usuários de assédio e ataques organizados

por Carolina Firmino

O YouTube anunciou na quarta-feira (10) uma mudança significativa – e bastante controversa – no modo de avaliar a recepção de vídeos em sua plataforma: a decisão de tornar a contagem de “dislike” uma métrica privada.

Segundo o site Tech Crunch, o YouTube acredita que a mudança protegerá melhor os criadores de conteúdo de assédio e reduzirá a ameaça do que chama de “ataques de dislike”, principalmente quando um grupo se une para aumentar o número de impressões negativas que um vídeo recebe – quem lembra do que aconteceu com o clipe da música “Flores”, de Luísa Sonsa e Vitão?

O YouTube explica que, embora a contagem de “dislikes” não fique visível para o público, ela não remove o botão em si. As pessoas ainda podem clicar no ícone de polegar para baixo se quiserem sinalizar que não gostaram, mas os responsáveis pela vídeo verão suas rejeições no YouTube Studio, junto com outras análises sobre o desempenho, se assim desejarem.

Reprodução

Um porta-voz da empresa afirmou ao Tech Crunch que a mudança acontece de “forma proativa, porque o YouTube tem a responsabilidade de proteger os criadores, especialmente os menores”.

Essa movimentação é resultado de um teste que o YouTube fez no início de 2021, em que o objetivo era determinar se a alteração conseguiria diminuir a quantidade de assédio e ataques de “dislikes” na plataforma. O experimento tentou conscientizar as pessoas sobre o problema dessa conduta e dialogou com novos usuários, que se sentiam, injustamente, alvos de antipatia gratuita.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link