Relatório do Pinterest aponta 175 tendências que devem definir 2022
Fashion Theme Image
Imagem: Divulgação

Relatório do Pinterest aponta 175 tendências que devem definir 2022

Maior edição do relatório conta também com ativações para usuários da plataforma

por Pedro Strazza

O Pinterest divulgou nesta terça-feira (7) a edição 2022 do Pinterest Predicts, o seu relatório anual de tendências para o próximo ciclo. Maior do que nunca, o documento desta vez conta com 175 previsões de itens que devem mudar a forma como o público vê o mundo ao longo dos próximos meses, entre destaques, locais e até informações demográficas de interesses.

O relatório no caso leva em conta dados dos mais de 400 milhões de usuários da plataforma e traduz as previsões em categorias como casa, beleza, moda, alimentos e bem-estar – segundo a companhia, o índice médio de acerto é de 80%. “As pessoas vêm ao Pinterest para planejar o que farão em seguida, o que nos permite ver o futuro primeiro” escreve a CMO Andréa Mallard na divulgação do documento; “Analisando cuidadosamente os particulares dados de pesquisa e comportamento em nossa plataforma, podemos prever o que será tendência meses antes de se tornar popular, e não apenas o que é tendência agora”.

Para 2022, o Pinterest Predicts crava que o ano será sobre a criação de ambientes para se expressar emoções e de revolução nas relações, tanto no amor quanto na amizade, destacando crescimentos exponenciais em pesquisas sobre exercícios de terapia em casal, casamento saudável e quarto da raiva. A busca por destinos com reservas de água doce também deve aumentar, com procura maior por resorts e looks para viagem a lagos, mas rolês noturnos serão de lei.

Na moda, a plataforma aponta uma vontade maior do público por visuais que elevem ao máximo a experiência, incluindo penteados altos volumosos, unhas extrovertidas e cortes mullet em alta nas buscas. Itens em pérola também chamam a atenção na rede social, no mesmo passo da coexistência de cores vibrantes e arco-íris com um visual gótico.

Ainda de acordo com a rede social, a maior parte das tendências encontra algum reflexo na atual pandemia do coronavírus, conforme as pessoas estão empolgadas de voltar a planejar e viver o futuro em todas as frentes – incluindo o design.

Além do relatório completo, que pode ser conferido na íntegra aqui, o Pinterest também lançou ferramentas que ajudam os usuários a incorporar componentes do documento a seus perfis a partir de pins personalizados. O recurso, porém, só está disponível por enquanto nos EUA, Reino Unido, Canadá, Austrália e Nova Zelândia.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link