Michael Jordan vai lançar plataforma de NFTs com foco em atletas
Imagem: Reprodução/Getty Images

Michael Jordan vai lançar plataforma de NFTs com foco em atletas

Chamado Heir, espaço pretende conectar o público e os atletas, e permitirá que os atletas vendam “vagas” de associação para um número seleto de fãs

por Soraia Alves

Michael Jordan e o filho, Jeffrey Jordan, anunciaram um novo empreendimento, a empresa Heir Inc., cujo foco é criar uma plataforma comunitária de NFTs voltada para atletas. Chamado Heir, o espaço pretende conectar o público e os atletas e, de acordo com a Variety, permitirá que os atletas vendam “vagas” de associação para um número seleto de fãs, que terão acesso preferencial às coleções digitais lançadas posteriormente.

Os colecionadores podem entrar no site para comprar ativos digitais únicos ou se inscrever no “amontoado” de um atleta para fazer parte de um grupo privado de lançamentos, experiências imersivas e outras vantagens exclusivas. “A plataforma Heir reinventa a experiência do fã-criador para capacitar os atletas a se envolverem com seus fãs”, disse Jeffrey Jordan à Variety.

A empresa é co-fundada por Jeffrey Jordan junto com o executivo de marketing Daniel George, fundador da agência Limitless Creative, e Jeron Smith, ex-CEO/co-fundador da Unanimous Media. Para além da plataforma digital, a Heir Inc. trabalhará com outras linhas de negócios, incluindo um estúdio de entretenimento e o lançamento de produtos variados para consumo.

Para o produto Heir, a startup fechou uma rodada de financiamento inicial de US$ 10,6 milhões liderada pela Thrive Capital, marcando a primeira investida da empresa em NFTs. Os investimentos também vieram da Solana Ventures, braço da plataforma pública de blockchain Solana, e de investidores anjos como o empresário Alexis Ohanian (co-fundador do Reddit).

Espera-se que um “huddle” seja mantido para um pequeno grupo de superfãs, permitindo apenas cerca de 0,5% a 1% dos seguidores de um atleta.

Por enquanto, não há informações sobre quais atletas irão se juntar à Heir para o lançamento inicial, que está programado para 2022. No entanto, Jeffrey afirmou que a empresa espera ter jogadores de “nível um” da NBA e da WNBA.

Já sobre se Michael Jordan vai se juntar à plataforma, Jeffrey disse: “Meu pai é um conselheiro estratégico e parceiro. Nós nos encontramos com ele regularmente, e ele fornece orientação e ideias de insights… Quando ele estava jogando, ele não tinha as mesmas ferramentas para se conectar com sua base de fãs ou monetizar isso.” Ou seja, mistério.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link