Nova York implementa lei de reciclagem de alimentos para combater efeitos climáticos
Imagem: Reprodução

Nova York implementa lei de reciclagem de alimentos para combater efeitos climáticos

Cascas de batata, cebolas e outros alimentos não utilizados pelas empresas precisarão ser devidamente compostados ou doados

por Soraia Alves

A fim de diminuir o desperdício de alimentos, o estado de Nova York introduziu uma nova lei que já entrou em vigor no início de 2022, e determina que qualquer empresa que gere 2 toneladas ou mais de alimentos não utilizados por semana deve doar alimentos ou compostar.

Com isso, cascas de batata, cebolas e outros alimentos não utilizados pelas empresas precisarão ser devidamente compostados ou doados. A nova lei estadual foi pensada para ajudar a reduzir as emissões de gases do efeito estufa geradas pelo desperdício de alimentos.

A Lei de Reciclagem de Restos de Alimentos do Estado de Nova York foi aprovada em 2019, mas está sendo totalmente implementada a partir deste ano. A regra é voltada para restaurantes, mercearias, hotéis, universidades e centros de eventos. Já estabelecimentos como hospitais, casas de repouso, asilos e escolas não entram na lista.

Além de ajudar a diminuir o desperdício de alimentos e contribuir com refeições para aqueles que precisam, as novas diretrizes também ajudarão a criar mais empregos em instalações de compostagem.

Segundo o Times Union, cerca de 40% dos alimentos produzidos nos EUA acabam sem serem consumidos, enquanto aproximadamente 2,8 milhões de nova-iorquinos sofrem de insegurança alimentar.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link