Este post é só pra enrolar

por Maria Ligia

Toda aquela expectativa para o ano novo chegar, pra 2011 terminar de vez, pra poder colocar em prática tudo aquilo que você queria fazer e resolver quando janeiro chegasse. Janeiro chegou (uhu!). Só que eu, metade da torcida do curíntia e todos os fãs de BBB ainda estamos em marcha lenta.

Pois então! Você provavelmente já ouviu a palavra procrastinação, mesmo não sendo assim um termo tão comum. Mas se você ainda não sabe o significado dela, apesar de já ter prometido para si mesmo que um dia iria procurar no dicionário, ou no Google, você automaticamente já está craque no assunto.

Procrastinar é aquilo que você fazia toda véspera de prova de física, quando tudo era mais interessante ou urgente do que estudar. Ou o que você fazia nos intervalos das 17 vezes que sua mãe perguntava “já tomou banho?”. De certa forma, é bem parecido com aquele “só mais 5 minutinhos” na hora de acordar, mas isso pode ser traduzido só como a boa e velha preguiça.

Procrastinar é diferente, porque exige uma técnica, uma malandragem, uma “consciência involuntária” de que, em algum momento, vai ser preciso sair na inércia. Mas até isso acontecer, com certeza algo mais importante acontecerá e mudará tudo. E é a essa esperança que você se prende para, simplesmente, enrolar e não fazer agora o que pode ser feito depois.

Resumindo: procrastinar é quase o que eu fiz até aqui, agora, escrevendo 4 (e agora 5) parágrafos de introdução para um simples vídeo (incrível). É o trailer do livro You Are Not So Smart.

Enquanto você fica aí, decidindo vai ou não ler o livro, vale a pena clicar aqui e ficar lendo vários posts interessantes. Eles vão, ao mesmo tempo, te fazer ficar mais curioso sobre o livro e te fazer querer lê-lo só mais tarde.

/dica do @fabiofavaro

Compartilhe: