O CCO da AKQA não entendeu o SxSWi

por Cris Dias

Meu segundo ano de SxSW Interactive e meu segundo ano de promessas de uma cobertura apavorante que acaba não acontecendo. Vou jogar as desculpinhas da conexão wifi cai-não-cai, da vontade de refletir sobre cada assunto, do cansaço… Mas a real é que na semana de SxSWi eu não quero perder um segundo. Eu gosto de escrever com calma, revisando, deixando o texto marinar alguns dias e é isso que vou começar a fazer com este texto aqui, que lanço fora da ordem cronológica ou algo que o valha em edição extraordinária. Lá eu fico andando de um lado pro outro, ouvindo muito e conversando com desconhecidos de vez em quando.

No último dia de SxSW, já no estágio pó da rabiola da barrinha de energia, fui na palestra do CCO da (badalada) AKQA, Rei Inamoto. O título, “Why Ad Agencies Should Act More Like Tech Startups” me lembrava diretamente do painel que mais explodiu minha cabeça ano passado, “Do Agencies Need to Think Like Software Companies?“.

Cannes é a Enciclopédia Brittanica. SxSW é a Wikipedia.

compartilhe

Inamoto abordou tema sozinho, mas com a ajuda de seis especialistas que entrevistou em vídeo, usando trechos da entrevista no telão e discorrendo em cima. Não foi uma palestra definitiva, afirmando se uma agência deve ou não deve se comportar como uma startup (ainda bem). Mas foi ótima para mostrar as diferenças claras entre as duas filosofias, para o bem e para o mal de cada lado. Foi uma das minhas preferidas do evento todo por falar diretamente sobre um assunto que esbarro todo dia no trabalho.

Eis que hoje, depois de 24 horas entre aviões e salas de conexão, no recôncavo do meu lar, vejo galera da publicitariosfera twittando (com um ar de chupa!) um artigo do japinha para a AdAge: SXSW Reminds Why Cannes Is Still King. Vai lá ler, eu espero.

Nas palavras twittadas do próprio:

Enquanto isso, diz ele, Cannes Lions é focada, celebra a inovação e a criatividade. Cannes tem meia dúzia de painéis e o SxSW tem 6 mil.

Até aí concordamos. O problema é ele dizer que, com isto, Cannes é a melhor e devemos deixar o SxSW pra lá. Aí ele mostra que não só não entendeu a pegada do festival texano como periga também não estar entendendo muito para onde nosso barco está indo.

Em primeiro lugar, o SxSW não é um evento de publicidade, não é um evento para publicitários e não existe para celebrar nada relacionado ao mundo da publicidade. O evento interativo teve um tema (entre mais de 20) chamado “Branding and Marketing”, que tinha umas 4 ou 5 salas dedicadas e é onde a maioria dos publicitários circulava. (eu mesmo fui em umas 5 palestras deste núcleo) Mas, só para termos uma ideia, estas salas (ao contrário do ano passado) não ficavam no principal centro do SxSW, o gigantesco Austin Convention Center. (o número total de palestras aumentou do ano passado para este e alguns temas tiveram que se mudar) De repente ele ficou chateado justamente por ver seu painel limitado a uma salinha com uns 100 ou 200 mulambos. (eu entre eles)

Além disso ele mesmo explicou a diferença, só que achou a diferença ruim: SxSW is the live version of the Internet.

É aí, amigo, que mora a diferença. Cannes é a Enciclopédia Brittanica, SxSW é a Wikipedia. Quem faz Cannes é a organização, quem faz o SxSW é você. Eu mesmo saí de lá com a sensação de que não fui tão feliz na minha escolha de palestras quanto o ano passado. Cannes te entrega as coisas de bandeja. O SxSW dá a responsabilidade nas suas mãos. No SxSW qualquer zé mané tem chance de palestrar. Qualquer um mesmo.

Cannes é onde se celebra o que foi feito. SxSW é onde se escreve o futuro.

De certa maneira o CCO reconhece seu erro de expectativa lá pelo meio do texto quando diz “For marketers attending for their own education, it’s best that you have a well-versed guide who can show you around.” Que foi exatamente o que o ECD da minha agência fez: usou as dicas de todo mundo da comitiva (incluindo a minha) para saber onde ir.

Eu ouvi essa opinião de que “Cannes é mais focada, SxSW é mais cachorro louco” de vários publicitários lá mesmo em Austin. Com a diferença: todo mundo já combinando de voltar ano que vem.

No fim das contas é o famoso cada um com seu cada um. Cannes tem sua finalidade e SxSW tem outra. O que não vale é tentar desqualificar um ou outro evento porque sua classe profissional não teve o destaque que você achou que deveria ter.

PS caso não tenha ficado claro: este texto foi escrito por um cara que nunca foi a um Cannes Lions. Quem quiser pagar minha ida este ano é só entrar em contato!

Compartilhe: