“Esse Case É Foda”: pesquisa mostra resultado sobre assédio dentro de agências

71% das profissionais das agências de publicidade nordestinas já sofreram algum tipo de assédio na área

por Soraia Alves

Cansadas de discutirem apenas entre si os casos de machismo e assédio que presenciam, as mulheres da agência TagZag, de João Pessoa, criam uma pesquisa virtual com mulheres de estados do Nordeste a fim de mapear a realidade sobre o tema nas agências de publicidades.

O resultado é o projeto “Esse Case É Foda”, divulgado no último dia 26, no qual é comemorado o Dia da Igualdade Feminina.

Os números da pesquisa, como você deve imaginar, não são os melhores. 71% das profissionais das agências de publicidade nordestinas já sofreram algum tipo de assédio na área. Outros resultados podem ser conferidos abaixo.

Para Carol Crozara, idealizadora do projeto, é necessário criar gatilhos para evitar o assédio e reduzir o machismo nas agências. Uma das etapas é justamente divulgar o quanto essa é uma realidade no meio publicitário, e que ficar em silêncio só ajuda a manter o ambiente confortável para os assediadores.

Confira no site “Esse Case É Foda” cases reais com depoimentos anônimos coletados dentro da pesquisa.

Compartilhe: