O modelo fast fashion deve ficar ainda mais rápido com a ajuda de Inteligência Artificial

O modelo fast fashion deve ficar ainda mais rápido com a ajuda de Inteligência Artificial

Ideia é utilizar a IA para copiar o estilo das celebridades e influenciadores, e prever as tendências mais comentadas nas mídias sociais

por Soraia Alves

Uma nova empresa de moda, a Choosy, tem divulgado a promessa de revolucionar o mercado fast fashion com o uso de Inteligência Artificial.

Segundo a empresa, a ideia é utilizar a IA para copiar o estilo das celebridades e influenciadores, e prever tendências de moda através de roupas que reflitam os estilos mais comentados nas mídias sociais. As peças serão fabricadas e colocadas à venda na loja com uma periodicidade inferior a duas semanas.

Além da questão da rapidez, a grande sacada da Choosy é evitar apostas erradas, em peças e coleções que acabam ficando encalhadas nas lojas. Embora grandes redes como Zara e H&M estejam sempre acertando em suas apostas, um único erro pode custar muito caro, como os US$ 4,3 bilhões em roupas não vendidas que a H&M revelou recentemente.

No caso da Choosy, essa “adivinhação de tendências” será feita através de algoritmos que primeiro determinam quais são estilos são mais comentados nas redes sociais, combinando plataformas como o Instagram. Os usuários inclusive poderão usar a hashtag #GetChoosy em fotos de estilo para ajudar IA escolher as tendências.

A empresa também terá uma equipe de “Style Scouts” procurando tendências de moda, e depois de combinar suas pesquisas com as descobertas feitas pela Inteligência Artificial, a empresa lançará 10 coleções por semana. Tudo com preço de fast fashion:  menos de $100.

Toda essa ideia foi desenvolvida por Jessie Zeng, co-fundadora da Choosy, de apenas 25 anos e natural de Hong Kong. Ela conta que a ideia veio quando ela estava escrevendo em seu blog pessoal sobre sapatos, enquanto  trabalhava em Wall Street. Ela observou como as pessoas usavam o Instagram para perguntar às celebridades e influenciadores onde eles compravam as roupas das fotos. Ao mesmo tempo, as lojas pareciam demorar para reproduzir essas peças.

A Choosy será lançada em julho. Na última terça-feira, a empresa anunciou que levantou US$ 5,4 milhões em financiamento de investidores, incluindo a Forerunner Ventures.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link