Barcelona 2016: Samsung Pay chegará ao Brasil nos próximos meses

A partir de abril, a novidade é esperada.

22.fev.2016

Depois de muito esperar pelos sistemas de pagamento móvel desde o lançamento do Apple Pay, há pouco mais de um ano, finalmente teremos a opção em terras brasileiras. Mas ela chega pela concorrente Samsung, que apresenta aqui em Barcelona a sua versão mais bem acabada do Samsung Pay.

A vantagem da empresa coreana sobre a sua rival californiana está no fato de não depender somente de máquinas de cartão que tenham NFC. A partir da compra da empresa Loopay, em 2014, a Samsung desenvolveu uma solução híbrida para não ter que esperar toda a troca da base das famigeradas maquininhas: além do NFC, uma tecnologia chamada MST (Magnetic Secure Transmission) utiliza como porta de entrada para a máquina aquela velha lateral para as tarjas magnéticas. Em outras palavras: quase qualquer máquina que aceite cartão de crédito já está apta ao sistema.

Na demo realizada para os jornalistas brasileiros presentes aqui na feira, a transação foi feita em uma daquelas máquinas mais simples, que até os ambulantes do carnaval tinham, com sucesso. A ideia é que enquanto grandes varejistas não trocam o seu maquinário (imagine aqueles sistemas integrados a computadores, presentes nos grandes supermercados) ou enquanto todos os comerciantes não tenham suas máquinas trocadas por uma solução com NFC, as compras já possam ser realizadas por um meio de pagamento móvel, acostumando assim o mercado. A outra demo foi registrada pelas infalíveis câmeras do B9:

A video posted by B9 (@brains9) on

Os parceiros iniciais da Samsung na empreitada são os seguintes bancos: Banco do Brasil, Bradesco, Caixa, Itaú, Santander, Porto Seguro, Brasil Pré Pagos e Nubank, que detém 90% de participação do mercado financeiro brasileiro. O Brasil está na lista de países prioritários para a primeira expansão do serviço, lançado na Coréia do Sul e nos Estados Unidos há seis meses.

E vai ser seguro? A empresa garante que sim, uma vez que os dados completos do cartão não são armazenados e todas as transações são feitas por meio de tokens criptografados. Mesmo que o celular seja roubado, é necessário ter uma leitura das impressões digitais para efetuar compras e todo o sistema pode ser apagado remotamente pelo usuário.

Em relação às datas, ninguém na empresa quis comentar muito a respeito de quando seria o lançamento. Mas quando perguntamos como seria a comunicação do novo serviço, informaram que será comunicado junto com a chegada massiva dos novos Galaxy S7 às lojas. Ou seja: o Samsung Pay deve desembarcar, mesmo que em testes, em abril por aqui. Ou melhor, por aí, porque continuamos desbravando as novidades de Barcelona!

Comente