Dona da Marlboro investe U$ 1,8 bilhão em marca de maconha

Dona da Marlboro investe U$ 1,8 bilhão em marca de maconha

Altria segue tendência e tenta garantir-se forte em um mercado em plena ascensão

por Matheus Fiore

A Altria, gigante do tabaco que está por trás da marca Marlboro, chegou a desvalorizar-se em 25% em 2018. O fortalecimento de marcas que comercializam produtos mais saudáveis tem prejudicado diretamente mercados como o do tabaco e o dos refrigerantes. Há uma tendência mundial de crescimento no consumo de produtos sustentáveis ou benéficos para a saúde.

As gigantes dessas duas indústrias, portanto, têm tomado decisões que visem revitalizar, reposicionar ou fortalecer suas marcas. Primeiramente, a Coca-Cola começou a trabalhar a possibilidade de lançar sua bebida à base de cannabis. Agora, foi a vez da Altria investir no ramo da erva, como reportou a CNN. A Altria está investindo US $ 1,8 bilhão na empresa canadense de cannabis Cronos Group. Isso dará à Altria uma participação de 45% na empresa, com uma opção para aumentar sua participação para 55% nos próximos cinco anos.

“Investir no Cronos Group como nosso parceiro exclusivo no emergente mercado de cannabis representa uma empolgante nova oportunidade de crescimento para a Altria”, disse Howard Willard, CEO da Altria, em comunicado.

Decisões do tipo podem se tornar algo mais comum nos próximos anos, tudo isso em virtude das últimas eleições americanas. Com os democratas ganhando o controle da Casa dos Estados Unidos, o Congresso pode finalmente aprovar a Farm Bill, que tornaria legal a produção de fibra de maconha e abrir as portas para mais produtos feitos à base de canabidiol. Portanto, é de se esperar que o mercado da cannabis tenha um grande volume de especulações e investimentos em um futuro breve.

Vale lembrar que, nos Estados Unidos, a maconha já foi legalizada pra consumo e comércio em vários estados: Alaska, California, Colorado, Maine, Massachusetts, Michigan, Nevada, Oregon e Washington. É uma tendência, então, a completa descriminalização do uso e do comércio.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link