Controle por voz da Comcast acha que você está sendo mal educado ao fazer uma busca por Dick Van Dyke

Aparelho recém-lançado pela empresa impede procura por obras relacionadas ao artista por conta da “linguagem inapropriada” do usuário

por Pedro Strazza

A humanidade encontra todo dia novas formas de promover avanços na tecnologia para facilitar nossas vidas, mas tropeços constantemente tem que acontecer para possibilitar esta evolução a passos largos. A melhor parte, porém, é quando um novo produto chega ao mercado e ele funciona em todos os sentidos, com a exceção de um pequeno equívoco de logística que abre margem para todo tipo de piada e meme.

Tome por exemplo o Xfinity X1, o mais novo controle remoto da Comcast que opera por comandos de voz. Criado para navegar pela programação dos diversos pacotes de TV a cabo norte-americana oferecidos pela empresa, o aparelho permite que você faça desde coisas simples como trocar de canal até atos mais complexos como pesquisar a programação em busca filmes e séries específicas, tudo por meio da fala do usuário, que pode se expressar da forma que for que o serviço compreenderá e vai executar. Isso, pelo menos, se você for educado com a máquina, o que gera algumas consequências bizarras e divertidas.

Uma delas, pelo menos de acordo com fontes do The Hollywood Reporter, é que o Xfinity X1 não permite que você faça uma busca por obras relacionadas a Dick Van Dyke na plataforma. Pois é, o amado e veterano ator estadunidense de produções como “Mary Poppins” e o próprio “The Dick Van Dyke Show” parece ter um nome bem sujo aos olhos do aparelho, pois quando se falava seu nome em busca de seus trabalhos ela simplesmente respondia com o desaforo “Desculpa, eu não posso atender a comandos feitos com este tipo de linguagem”.

Pra quem não entendeu o problema, a questão é que o nome de Dick Van Dyke conta com duas palavras que em outros contextos são bastante ofensivas a certos círculos. Enquanto “Dick” pode ser um nome dado ao falo masculino, “Dyke” é uma gíria que costuma ser usada para se referir à população lésbica de forma estereotipada. Ou seja, quando se falava o nome do ator para o X1, ele entendia que você estava procurando por um tal de “Pinto Van Lésbica” em caráter agressivo e impedia a busca.

O problema, porém, felizmente parece ter sido solucionado. Em nota à revista, um representante oficial da Comcast declarou que o glitch foi resolvido e que a empresa “Só quer providenciar a seus consumidores a melhor experiência em controle de voz que é também segura e apropriada para todos os membros da família” – uma consideração justa, convenhamos.

Pobre Dick, ele só queria trazer alegria para seu público.

Compartilhe: