Clicky

Ford e Volkswagen fecham negócio para explorar serviços de mobilidade juntas

Ford e Volkswagen fecham negócio para explorar serviços de mobilidade juntas

Primeiro modelo de caminhonete fabricado em conjunto pelas empresas sai em 2022

por Soraia Alves

A Ford e o Grupo Volkswagen anunciaram uma aliança global para a construção de alguns automóveis em conjunto. As empresas farão caminhonetes e vans comerciais, além do desenvolvimento de veículos autônomos e elétricos e de novos serviços de mobilidade.

Nenhuma das empresas está assumindo qualquer tipo de participação acionária na outra. O projeto será supervisionado por um comitê conjunto que tem um número igual de pessoas representando cada empresa.

A parceria vem em um momento de muitas mudanças na indústria automobilística. Quase todas as grandes montadoras estão apostando em veículos elétricos e explorando a tecnologia autônoma, enquanto muitas empresas também investem em novos serviços de mobilidade, como frotas compartilhadas de carros e bicicletas.

“Acreditamos que a mudança fundamental é saudável, pois permite que as montadoras se concentrem em seus respectivos pontos fortes e participem do desenvolvimento dessas novas soluções de mobilidade e, ao mesmo tempo, ofereçam muitas opções competitivas que não acham que poderiam obter” escreve Jim Hackett, CEO da Ford, em comunicado. As empresas também explicam que a primeira caminhonete será desenvolvida já para 2022. As vans também devem ser construídas em um período similar.

Ambas as fabricantes têm trabalhado em veículos autônomos, mas adotaram abordagens diferentes. A Ford investiu US$ 1 bilhão na Argo, uma startup de inteligência artificial que estava desenvolvendo seus próprios carros autônomos. Já a Volkswagen tem várias parcerias diferentes com empresas autônomas, mas ainda sem muitos testes.

A oscilação financeira por qual tem passado a Ford também seria outro fator que levou à aliança. A montadora está planejando demissões e fechamentos de fábricas, na China e especialmente na Europa, onde o lucro da empresa ficou parado em 2018.

Compartilhe: