Clicky

Saiba onde você pode ver alguns dos curtas indicados ao Oscar 2019

Saiba onde você pode ver alguns dos curtas indicados ao Oscar 2019

Sete dos quinze filmes no formato que foram nomeados à estatueta este ano já estão disponíveis em redes como o YouTube, o Vimeo e até o Twitter

por Pedro Strazza

É de novo época do Oscar e, depois do anúncio dos indicados ontem (22), começa uma grande corrida para se ver o maior número de produções presentes na lista da Academia deste ano. Mas enquanto praticamente todo mundo dá atenção aos longas lembrados nas categorias mais badaladas do prêmio, os curta-metragens consagrados pela estatueta ficam até de lado na procura, graças à baixa disponibilidade durante o ano e a mínima divulgação.

O curioso, porém, é que geralmente uma boa quantidade desta leva de filmes encontra-se disponível online, facilitando a vida de quem tem por missão “zerar” os indicados ao Oscar ou de quem apenas está interessado em ver estas produções.

Este ano não é diferente. Dos 15 projetos indicados às categorias de Curta-Metragem, Animação em Curta-Metragem e Documentário em Curta-Metragem, nada menos que sete estão na rede por meio de plataformas como o YouTube, o Vimeo e o Twitter, sendo que mais devem aparecer online nas próximas semanas – seja por terceiros, pelos próprios realizadores ou mesmo pelo Shorts.tv.

Mas para quem não quer esperar e prefere ver tudo agora, listamos abaixo os curtas que estão disponíveis de graça na internet (mais um que está na Netflix).

Melhor Animação em Curta-Metragem

“Animal Behaviour”

Dirigido por David Fine e Alison Snowden, “Animal Behaviour” foi lançado no Festival de Cinema de Animação de Annecy do ano passado e parte de uma premissa um tanto direta: um grupo de animais antropomorfizados se reúne em uma sala para uma sessão de terapia.

“Bao”

Curta da Pixar da vez, a simpática história da senhora que certo dia descobre que um de seus bolinhos virou humano foi lançado no meio do ano nas sessões de “Os Incríveis 2” e chamou a atenção por ser o primeiro filme do estúdio a ser comandado por uma mulher – no caso, a diretora Domee Shi. Para ajudar o projeto a chegar no Oscar, a própria Pixar em novembro colocou o curta na íntegra na sua conta no Twitter.

“One Small Step”

Lançado em junho durante o Festival Internacional de Curtas de Palm Springs, “Um Pequeno Passo” é o indicado de menor duração da categoria de animação do formato este ano. O projeto, de autoria da novata TAIKO Studios e dirigido por Andrew Chesworth e Bobby Pontillas, conta a história de uma pequena garotinha chinesa que sonha ser uma astronauta.

Melhor Documentário em Curta-Metragem

“Black Sheep”

Lançado sob a chancela do jornal The Guardian e dirigido por Ed Perkins, “Black Sheep” parte de uma premissa bastante pesada: uma família negra se muda para Londres após uma grande tragédia e descobre que a região onde moram na cidade é dominada e comandada por racistas.

“A Partida Final” (“End Game”)

Depois de acumular alguns anos com 2 ou 3 indicados, a Netflix este ano não conseguiu repetir o mesmo feito na seção de curtas – provavelmente porque estava muito focada em chegar nos prêmios mais badalados da cerimônia. De seus “curtas originais”, apenas o “End Game” – que gerou a piadinha do “Vingadores novo chegando no Oscar antecipadamente” na rede – alcançou algum espaço na categoria de documentários. O filme, que você pode conferir aqui, trata de médicos e especialistas que buscam a seu jeito mudar a percepção humana sobre a vida e a morte.

“A Night at the Garden”

Outro indicado “breve”, mas que também trata de temas fortes é o “A Night at the Garden” de Marshall Curry – um documentarista que já passou outras duas vezes pelo Oscar na categoria de longas, com “Street Fight” e “If a Tree Falls”. Em pouco mais de sete minutos, o filme resgata imagens de um comício nazista que aconteceu nos Estados Unidos em 1939, pouco antes da Segunda Guerra Mundial estourar no globo e com vinte mil pessoas presentes. O projeto só tinha feito passagem pelo último Festival de Sundance, mas foi liberado no YouTube pela Field of Vision que o produz.

Melhor Curta-Metragem

“Fauve”

Único indicado a curta de ficção disponível na rede até o momento, “Fauve” é o quarto trabalho de Jeremy Comte. O filme conta a história de dois garotos que no meio de uma mina abandonada começam uma disputa de poder perigosa.

Compartilhe: