schultz-b9

Ex-CEO da Starbucks diz que pretende concorrer à presidência dos Estados Unidos

Executivo estaria motivado a disputar o cargo de forma independente por conta da inabilidade de Donald Trump para chefiar o país e do racha nos partidos republicano e democrata

por Matheus Fiore

“Vivemos um dos momentos mais frágeis da história”, foi o que disse Howard Schultz, ex-CEO da Starbucks, momentos antes de dizer que pretende se candidatar ao cargo de presidente dos Estados Unidos em uma entrevista de 60 minutos concedida à CBS.

Os boatos sobre os planos de Schultz começaram na última semana, quando a CNN divulgou que duas pessoas familiarizadas com o empresário afirmaram que havia a possibilidade dele ingressar na vida política, tendo como objetivo a eleição americana de 2020.

“Estou motivado não apenas pelo fato de que nosso atual presidente não está qualificado para o cargo, mas também o fato de que ambos os partidos democrata e republicano não estão fazendo o que é necessário para o bem do povo americano” disse Schultz ao explicar que pretende concorrer de forma independente dos principais partidos.

Schultz se descreve como um democrata e abandonou o cargo de CEO da Starbucks em 2018. Na ocasião, Schultz afirmou estar pensando em qual seria o próximo passo para fazer algo pelo futuro dos Estados Unidos.

Recentemente, Schultz criou uma conta no Twitter, uma escolha que sinaliza seu interesse por estreitar os laços com o povo e, claro, o eleitorado americano. Não por acaso, o primeiro tweet de Schultz diz: “é bom estar aqui. Minha esperança é compartilhar minhas verdades, escutar as de vocês e focar no que possa fazer de nós melhores”.

Compartilhe: