Clicky

Assista “Purl”, o primeiro curta da Pixar lançado diretamente para o YouTube

Assista “Purl”, o primeiro curta da Pixar lançado diretamente para o YouTube

Filme abre os trabalhos da Pixar Sparkshorts, divisão do estúdio focada na procura de novos talentos e vozes dentro do corpo de funcionários

por Pedro Strazza

A Pixar já há tempos mantém uma tradição de lançar seus curtas ligados aos seus grandes lançamentos do ano ou – muito de vez em quando – no circuito de festivais de animação, uma atitude que até aqui só valorizou a produção do estúdio no formato. Afinal, qualquer pessoa que acompanhe todos os longas da empresa acabam ficando em dia com sua produção de curtas, sempre tendo um ou dois favoritos para alimentar as conversas com os amigos seja qual for a idade.

Mas agora o estúdio parece interessado em mudar este procedimento, especialmente para dar voz à criatividade de sua grande equipe. A empresa debutou nesta última segunda-feira (4) o Pixar SparkShorts, uma divisão que pretende lançar direto para a internet (ou o YouTube, no caso específico) uma série de curtas animados concebidos por funcionários da Pixar. De acordo com Jim Morris, president da Pixar Animation Studios, o objetivo é dar voz a novos talentos da marca em busca de “novos contadores de histórias”: “Estes filmes são diferentes de tudo que já fizemos na Pixar, providenciando uma oportunidade para que possamos liberar o potencial de artistas individuais e suas abordagens de cinema inventivas em uma escala menor que nossa fanfarra normal.” escreve o executivo no anúncio da nova seção.

Para começar os trabalhos, a Sparkshorts lançou “Purl”, filme que mostra as desventuras de uma bola de lã rosa para tentar se enturmar numa empresa dominada por homens e apropriadamente chamada B.R.O.. Alegoria clara para as dificuldades da mulher com o machismo do ambiente de trabalho, o projeto é escrito e dirigido por Kristen Lester, animadora que trabalhou em produções como “Reino Escondido”, “A Nova Onda do Imperador” e “A Lenda de Oz”. Confira acima o projeto na íntegra.

Este desejo da Pixar por novos talentos não surge à toa. Atingida em tempos recentes pelo afastamento e desligamento do fundador e diretor de criação John Lasseter – e toda a dança das cadeiras consequente – por conta das denúncias de assédio sobre o executivo, o estúdio ainda viu Lee Unkrich, um de seus nomes mais consagrados e diretor de “Viva” e “Toy Story 3”, pedir demissão no começo deste ano.

Outro fator que pesa, neste sentido, é o inevitável medo de debandada da equipe pela falta de oportunidades. Entre os indicados ao Oscar de Curta de Animação deste ano, por exemplo, há o filme “Weekends”, que foi desenvolvido por um dos funcionários da Pixar, Trevor Jimenez, em seus momentos de folga no trabalho.

Talvez seja por isso que a vice-presidente de desenvolvimento Lindsey Collins deixe claro no anúncio que a “diversidade e inclusão” são elementos vitais da Sparkshorts. “O programa foi criado para criar oportunidades a um vasto leque de artistas, cada um com algo único para dizer” escreve a executiva.

Além de “Purl”, a Pixar Sparkshorts planeja lançar nos próximos dias os curtas “Smash and Grab” (com estreia marcada para o dia 11 de fevereiro) e “Kitbull” (18 de fevereiro).

Compartilhe: