SXSW 2019: Amy Webb e as tendências da tecnologia para 2019

Futurologista da Universidade de Nova York apresentou ao público algumas dos próximos grandes assuntos do meio nestes próximos meses

por Juliana Vilhena Nascimento / Chief Business Officer da F.biz

Pessoas que só existem no mundo virtual mas são assustadoramente reais, carros que reagem ao tom da sua voz e fazendas subterrâneas. Se você tivesse que apostar, diria que isso existe ou que é parte de um futuro distante e distópico?

As duas respostas estão certas de acordo com Amy Webb, uma futurologista da NYU que pela segunda vez me impactou com as suas previsões (e algumas realidades), agora para o ano de 2019.

A primeira realidade é assustadora: inteligência artificial pode ser usada pra gerar pessoas fakes. Isso mesmo, além da gente ter que saber fugir das fake news, agora precisa saber quem é real e quem é falso. Um cientista chamado Philip Wang acaba de publicar o http://thispersondoesnotexist.com/ , um site que usa a tecnologia chamada GAN pra fazer…pessoas fake

Outra realidade apresentada por ela – e que é resultado da evolução de algumas tendências do ano passado – é o uso preditivo e automatizado da voz pra comandar carros (como o Byton, que será lançado logo mais na China) ou pra oferecer soluções empáticas quando você está chateado e precisa dirigir. Resultado de uma parceria entre o MIT e a Kia, o carro em questão cria um baseline da sua voz e sabe dizer se você está bravo, triste ou gripado e reage à sua condição te acalmando com aquela musica que você gosta ou esquentando o ar condicionado para sua gripe não piorar. 

A voz é apenas um elemento dos seus dados biométricos que os gigantes da tecnologia podem usar. O Walmart registrou a patente de um carrinho que reconhece seu estado emocional baseado na sua temperatura e movimentos – e que manda um funcionário em teu auxílio quando você estiver bravo, por exemplo.

A Amazon já registrou a patente para reconhecimento de emoção por voz: ela detecta seu estado emocional e físico e o “trata” com comprinhas, desde remédio até blusinha. E ainda lançou um ma-ra-vi-lho-so forno de microondas comandado por voz. Pra que, você se pergunta? Pra saber o que e como você come e tornar-se seu maior fornecedor de comida. Até porque o próximo grande movimento da Amazon pode ser o de utilizar o subterrâneo das suas lojas do Whole Foods e centros de distribuição pra criar imensas fazendas subterrâneas, em que a produtividade por metro quadrado deve ser cem vezes maior que o das fazendas tradicionais. 

Webb ainda nos mostrou cenários otimistas, neutros e catastróficos da tecnologia, e terminou a palestra nos lembrando que fazer um cenário bom virar realidade só depende do nosso trabalho, colaboração e flexibilidade. 

Para saber mais, você pode acessar aqui o report que ela disponibiliza generosamente pra quem quiser usar, mas você também pode procurar o livro novo dela, “The Big Nine: How the Tech Titans and Their Thinking Machines Could Warp Humanity”, na Amazon mais próxima!

> Confira a cobertura completa do B9 na SXSW 2019

Compartilhe: