Volvo usará câmeras em carros para evitar acidentes com motoristas bêbados ou distraídos

por Soraia Alves

A Volvo passará a colocar câmeras dentro de seus veículos para o monitoramento dos motoristas. Segundo o comunicado da empresa, a intenção é que as câmeras detectem quando o motorista estiver bêbado ou distraído, intervindo para diminuir a velocidade ou até mesmo estacionar o carro com segurança.

Ainda segundo a empresa, as câmeras automotivas vão monitorar os movimentos dos olhos para avaliar a distração e/ou intoxicação do motorista. Serão avaliados, por exemplo, casos em que o motorista olha para outro lado por um certo período de tempo, ou quando não consegue manter as mãos no volante, além de motoristas que dormem ou saem da pista, entre outros comportamentos.

Quando esses comportamentos forem detectados, um representante dos centros de assistência de plantão da Volvo será avisado, e enviará uma mensagem de alerta para o motorista. Se esse não responder, o carro irá desacelerar e até parar.

Sobre a questão de privacidade que envolve a novidade, um porta-voz da empresa esclarece que “com as câmeras, a Volvo pretende coletar dados apenas na ambição de tornar seus carros mais seguros e apenas os dados necessários para os sistemas. As câmeras não gravam vídeos e nenhum dado será coletado sem o consentimento do usuário. A configuração técnica exata ainda está por ser determinada”.

O uso de câmeras no carro para monitorar os drivers não é completamente novo. A Cadillac, da GM, já usa câmeras de infravermelho em seu sistema avançado de assistência ao motorista, o Super Cruise. A câmera também rastreia os movimentos dos olhos do motorista, permitindo uma experiência de condução “viva-voz”.

O sistema será lançado em todos os carros da Volvo até o início de 2020.

Compartilhe: