Tóquio 2020: Tocha Olímpica traz alumínio de habitações construídas para vítimas do tsunami de 2011

Design inspirado nas flores de cerejeira foi criado a partir de desenhos feitos por crianças na área atingida pelo desastre de Fukushima

por Soraia Alves

A organização das Olimpíadas Tóquio 2020 apresentou a cara da Tocha Olímpica dessa edição, e ela é cheia de detalhes e simbolismos.

A nova tocha foi inspirada nas tradicionais flores de cerejeira do Japão, árvore que é símbolo do país, e que por sinal começa a florescer em breve, já que a primavera acabou de começar por lá.

A parte superior da tocha foi criada usando a mesma tecnologia empregada para produzir trens-bala. Ela é totalmente revestida em ouro rosa e as cinco pétalas desenhadas na ponta fazem referência aos anéis olímpicos.

Com 71 centímetros e 1,2 kg, a tocha foi feita com resíduos de alumínio recuperados de habitações temporárias construídas para as vítimas do tsunami de 2011.

O trabalho é do designer de reconhecimento internacional Tokujin Yoshioka, que revelou que o design final da flor de cerejeira foi inspirado em desenhos criados por crianças na área atingida pelo desastre de Fukushima.

A passagem da tocha está programada para começar no dia 26 de março de 2020, e irá de Fukushima a Okinawa, retornando a Tóquio em 10 de julho.

Compartilhe: