Burger King pede desculpas por comercial que ofendeu orientais

Vídeo para divulgar novo lanche na Nova Zelândia mostrava alguns clientes tentando comer o sanduíche com hashis

por Soraia Alves

O Burger King é conhecido por sempre acertar no tom de suas campanhas, quase todas modernas e um tanto provocativas. Mas, dessa vez, a empresa não foi feliz em sua empreitada, e acabou se desculpando por ofender o público oriental.

O mais recente comercial da marca na Nova Zelândia despertou críticas do público por mostrar clientes lutando para comer comida ocidental com hashis. A ideia do vídeo era divulgar o novo Vietnamese Sweet Chilli Tendercrisp Burger, e mostrava alguns clientes tentando comer o lanche com grandes pauzinhos vermelhos.

O anúncio, postado só no Instagram, foi tirado do ar assim que as críticas começaram, apontando que a peça era culturalmente insensível por reproduzir estereótipos.

Posteriormente, o Burger King emitiu um pedido de desculpas, dizendo que a campanha era “insensível e não reflete os valores de nossa marca em relação à diversidade e à inclusão. Pedimos ao nosso franqueado na Nova Zelândia para remover o anúncio imediatamente”, disse a empresa em comunicado.

O caso lembrou bastante o ocorrido com a Dolce & Gabbana no fim de 2018, quando a marca de luxo divulgou uma campanha na qual uma modelo chinesa tentava comer pizza, macarrão e cannoli com hashis enquanto o narrador desdenhava de seu esforço.

A campanha da Dolce & Gabbana recebeu muitas críticas, mas a situação piorou depois que Stefano Gabbana, co-fundador da marca ao lado de seu irmão Domenico, disse que “se os chineses se ofenderam com uma garota pegando pizza ou macarrão com pauzinhos, significa que essas pessoas se sentem inferiores”. Tudo isso acarretou o cancelamento de um desfile da marca na China e fez com que sites do país parassem de vender produtos da empresa.

Compartilhe: