Na Arábia Saudita, Uber lança ferramenta que previne mulheres de dirigir para clientes do sexo masculino

Intitulado Women Preferred View, recurso é exclusivo para o país, que só permitiu que as motoristas trabalhassem com o app no ano passado

por Matheus Fiore

A conquista do direito de dirigir para a Uber foi um marco para as mulheres da Arábia Saudita, um dos países mais fechados e religiosamente extremos do planeta. Agora, a maior empresa de transporte por aplicativos do mundo acaba de lançar um recurso dedicado exclusivamente a essas mulheres: é possível evitar pegar corridas com passageiros do sexo masculino.

A ferramenta se chama Women Preferred View (algo como “visão preferida das mulheres”, em referência ao que elas vêem ao olhar no espelho retrovisor) e foi lançada no começo de abril. Em 2018, uma pesquisa mostrou que 74% das mulheres da Uber preferem não dirigir para homens, fato que influenciou na decisão da empresa de proteger suas funcionárias. Não há mais detalhes sobre a motivação da mudança, e o depoimento da própria empresa aponta que seja apenas uma medida para tornar o ambiente de trabalho mais confortável para as mulheres que não desejam interagir com homens.

O Instagram da empresa foi o meio utilizado para divulgar a notícia. Na postagem, a empresa apenas afirma que tem uma novidade para suas motoristas e explica superficialmente o recurso. A Uber tem demonstrado estar engajada em ser o aplicativo de mais mulheres motoristas da Arábia Saudita. Na mesma semana, uma postagem no Instagram também dava detalhes de como as mulheres que desejam trabalhar para a empresa poderiam se cadastrar.

“Lançamos esse recurso em resposta ao feedback que recebemos das mulheres motoristas da Arábia Saudita, e estamos comprometidos a sempre melhorar a experiência delas ao dirigir.” comenta o Uber no comunicado oficial sobre a ferramenta; “Esse recurso abrirá novas portas e oportunidades, ao mesmo tempo em que estão de acordo com as normas culturais locais. Este é apenas o começo, pois continuaremos trabalhando com especialistas para trabalhar em prol dos interesses de todas as motoristas do reino.”.

Compartilhe: