Amazon prepara serviço de streaming de música para competir com Tidal

Novo produto seria cinco dólares mais barato que a empresa de Jay-Z e ofereceria faixas de qualidade superior a 256 kbps

por Pedro Strazza

Às vezes o foco da guerra dos streamings é tamanho no audiovisual que alguns podem esquecer que uma briga de igual volatilidade se desenrola no mundo da música. E tem até novo jogador querendo uma fatia deste mercado: depois do Prime Music e do Music Unlimited, a Amazon pelo visto está planejando agora criar um novo serviço de streaming na área para competir com o Tidal.

A informação vem do Music Business Worldwide, que diz que o novo streaming pode custar em torno de 15 dólares ao mês e coexistiria com seus irmãos ao oferecer melhores taxas de stream. Enquanto o Prime e o Unlimited disponibilizam faixas de até 256 kbps, este terceiro serviço da Amazon deve competir com os níveis de qualidade do Tidal, que preza pela melhor oferta possível de som para justificar sua assinatura de 20 dólares nos EUA.

Além de rivalizar com o principal nome do mercado de streamings de música de “luxo”, o preço sugerido deste terceiro serviço surge como uma espécie de novo andar na experiência de música do ecossistema da Amazon. Enquanto o Amazon Music é oferecido de graça em todos os aparelhos Alexa, o Prime Music oferece uma gama maior de faixas (2 milhões, para ser exato) por 8 dólares no aparelho; por fim há o Amazon Music Unlimited, que libera acesso a 50 milhões de faixas com preços variados em relação a cada aparelho da empresa.

De acordo com o site, a Amazon no momento se encontra em discussões com donos de direitos musicais para a liberação de faixas para seu serviço, tendo já conquistado uma das maiores gravadoras para fornecer seu catálogo pro streaming de luxo. Ainda não há uma data para o lançamento do novo produto, é claro.

Compartilhe: