Campanha da AACD cria “Objetos da Empatia” para conscientizar sobre os desafios de pessoas com deficiência física

Experiência fez com que participantes entendessem as dificuldades enfrentadas por uma pessoa com deficiência física ou mobilidade reduzida através de objetos com design inusual

por Soraia Alves

Com o objetivo de conscientizar sobre os desafios enfrentados diariamente pelas pessoas com deficiência física, a AACD e agência Z+ criaram a campanha “Objetos da Empatia”, uma experiência que fez com que os participantes entendessem as dificuldades enfrentadas por uma pessoa com deficiência física ou mobilidade reduzida.

Para despertar a empatia pelo próximo, a experiência realizada em alguns restaurantes de São Paulo traz uma série de objetos desconfortáveis. Cadeiras, taças, talheres e xícaras com design totalmente inusuais, à primeira vista, causam estranheza e dificultam o momento de refeição dos presentes. Mas, em seguida, eles são surpreendidos com a mensagem: “O seu mundo não é assim. O deles também não precisa ser. Ajude a AACD a continuar ajudando. Doe”.

A ação tem como objetivos ressaltar a importância do trabalho realizado pela AACD e fazer com que mais pessoas contribuam com a instituição. A organização conta com cinco oficinas ortopédicas espalhadas pelo Brasil, que juntas produzem anualmente mais de 55 mil produtos ortopédicos.

Segundo Edson Brito, superintendente de Marketing e Relações Institucionais da AACD, campanhas como a “Objetos da Empatia” são muito positivas para a instituição, “pois sensibilizam a sociedade e nos ajudam na captação de recursos, necessária para manter a excelência dos mais de 800 mil atendimentos que realizamos por ano em nossas nove unidades no Brasil”, explica.

Os objetos produzidos pela Z+ foram inspirados pelo projeto The Uncomfortable, da arquiteta grega Katerina Kamprani, que criou itens de uso comum com uma estrutura propositadamente pensada para gerar desconforto em quem interage com os mesmos.

A campanha pode ser vista no YouTube, Vimeo, Instagram e Facebook, com direcionamento para o portal da AACD, onde podem ser realizadas as contribuições para a instituição..

Compartilhe: