Edição comemorativa de 80 anos da Marvel conta com personagens da DC Comics na capa

Beijo do Lanterna Verde Alan Scott que revelava sua homossexualidade conseguiu ser incluída em colagem que homenageia a celebração da Marvel

por Pedro Strazza

A Marvel Comics este ano está comemorando 80 anos de vida, e é claro que a editora vai lançar uma revista celebrando a data. Com o título emblemático Marvel Comics #1000, a edição especial que chega às lojas dos Estados Unidos em agosto contará com quase 100 páginas e uma verdadeira galeria de roteiristas e desenhistas assinando cada página da trama, que reconta toda a trajetória do universo de heróis da empresa. Tem todo tipo de gente envolvida, incluindo nomes como Jason Aaron, Kareem Abdul-Jabbar, Nick Bradshaw, Kurt Busiek, John Cassaday, Chris Claremont, Kelly Sue DeConnick, Mike Deodato e até Neil Gaiman.

Além do “Avante, Vingadores” criativo, a Marvel Comics #1000 obviamente também conta com inúmeras capas deslumbrantes que abraçam toda a potência e extensão do universo Marvel construído ao longo dos anos, e é aí que chegamos à história de hoje. Entre as seis capas variantes da revista que já foram divulgadas, há esta abaixo que é de autoria de Mr. Garcin e é basicamente uma grande colagem de diversos momentos marcantes da trajetória da editora, incluindo imagens de grandes eventos como a Guerra Infinita, a saga “Vingadores vs X-Men” e até mesmo a primeira aparição do Capitão América – em resumo, uma capa feita de inúmeros easter eggs.

Como nos artistas, tem de tudo e para todos os gostos… incluindo fãs da DC Comics. Isso porque em meio à colagem Garcin pelo visto incluiu uma imagem dos quadrinhos da concorrência, que por um acaso é o primeiro beijo gay do Lanterna Verde Alan Scott em Earth 2 #2 – sim, aquele que causou toda a (besta) polêmica no relançamento da editora com Os Novos 52 em 2012. A descoberta foi feita no Twitter pelo usuário @KaleeshArbiter.

Não bastasse já o erro grotesco de incluir uma arte de outra empresa numa capa que em teoria deveria celebrar o legado da editora, pouco depois de postar o tweet uma discussão com outro usuário chegou a uma nova conclusão que é ainda mais assustadora: o equívoco pode ter acontecido porque Garcin confundiu o beijo do Lanterna Verde com outro também envolvendo um relacionamento gay, o entre os membros dos Jovens Vingadores Hulkling e Wiccano. A semelhança é notável entre as duas cenas, pelo menos:

A situação causou desconforto na indústria e entre os fãs, é claro. Em sua conta no Twitter, a desenhista Nicola Scott – que é autora da arte usada erroneamente por Garcin – compartilhou a informação perguntando se receberia algum tipo de compensação da Marvel pelo uso de seu trabalho sem autorização.

A Marvel Comics ainda não se pronunciou em caráter oficial sobre a questão, nem se a capa no centro da polêmica será publicada com o erro, reformulada ou desligada das celebrações.

Compartilhe: