Cannes Lions 2019: Conheça os indicados à categoria Titanium

Números de campanhas publicitárias indicadas com foco especial no público deficiente chama a atenção na lista do prêmio deste ano

por Pedro Strazza

O Cannes Lions 2019 se aproxima a passos largos, mas enquanto o dia 17 de junho que marca o início das festividades não chega o evento começa a fazer suas primeiras grandes revelações da lista anual de campanhas e ações indicadas aos Leões. Isso inclui o comitê da categoria Titanium, que revelou no fim da tarde de ontem (3) as 20 campanhas que concorrerão a uma das honrarias mais cobiçadas da premiação.

O Titanium, no caso, é destinado às campanhas que efetivamente promoveram mudanças significativas ao longo do último ano. Em 2018, por exemplo, a categoria contemplou a “Palau Pledge”, campanha criada pela Host/Havas que buscava ajudar e conscientizar turistas sobre a preservação dos ecossistemas da ilha de Palau, algo que o júri considerou como uma “experiência de vida” proporcionada pela publicidade.

Este ano, a shortlist de campanhas indicadas inclui peças e ações produzidas em agências dos Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Polônia, Colômbia, Israel, Espanha, Emirados Árabes e França, com o tema da deficiência surgindo como tendência maior da edição. Duas agências – a Droga5 e a TBWA\Chiat\Day – concorrem em dobro pelo Leão maior.

O Brasil desta vez não encontrou espaço na lista de nomeados ao Titanium, mas nas categorias de Glass e Inovation conta com duas finalistas em cada disputa.

Entre os indicados, nove já foram previamente noticiados aqui no B9, incluindo “Viva La Vulva” da AMVBBDO Londres, “The Whopper Detour” da FCB Nova York, “The Fake News Stand” e “Billie Jean King Your Shoes” da TWBA\Chiat\Day, “The Truth Is Worth It” da Droga5, “Broadway the Rainbow” da DDB Chicago, “A World Without Borders” da Ogilvy Bogotá, “Insta Novels” da Mother e a “The Non-Issue” da McCann Paris.

Além destas, há também a “Tommy Hilfinger Addaptive” da Wunderman Thompson, que envolveu a criação de uma campanha 100% inclusiva para a Tommy Hilfiger:

“Storysign”, uma campanha natalina da FCB Inferno para a chinesa Huawei:

A “Paving for Pizza”, uma ação da CPB+ que fez a Domino’s literalmente pavimentar ruas nos Estados Unidos para promover o melhor serviço de entrega de pizza possível:

A “The Uncensored Playlist”, uma playlist criada pela DDB Berlin com a Repórteres Sem Fronteira no Spotify que provia países com regimes de censura de notícias musicais:

O “Changing the Game”, campanha da McCann New York para a Microsoft sobre prevenção de concussões no esporte:

“The Last Ever Issue”, ação da Gazeta/Mastercard/BNP Paribas criada pela VMLY&R que buscava impulsionar a igualdade de gênero na Polônia no Dia Internacional da Mulher:

A “Thisables”, uma ação da Ikea criada pela McCann Tel Aviv em Israel para confecção de móveis ideais para deficientes que sejam visualmente amigáveis e despidos de preconceitos:

A “Hidden Flag” da espanhola Lolla MullenLowe Madri, criada para o FELGBT e o El Diario durante a última Copa do Mundo no intuito de contornar a proibição da exibição de bandeiras LGBTQ+ na Rússia a partir de camisas de times que juntas formassem as cores do arco-íris:

“The Blank Edition”, uma edição inteiramente em branco do jornal libanês AN-Nahar criada pela árabe Impact BBDO Dubai para protestar contra a ausência prolongada de um governo no Líbano, que por oito meses aprofundou a crise político-econômica do país:

A “Nike Dream Crazy” da Wieden Kennedy Portland, que incentiva o esporte em condições adversas e que gerou toda a polêmica da escolha de Colin Kaepernick como garoto-propaganda da Nike no aniversário de 30 anos do “Just Do It”.

E por fim, a campanha “#ForTheThrone” que a Droga5 lançou para divulgar a última temporada de “Game of Thrones” na HBO.

O Cannes Lions 2019 acontece entre os próximos dias 17 e 21 de junho.

Compartilhe: