WhatsApp vai processar usuários que enviam mensagens em massa

Ações legais serão tomadas à partir do dia 7 de dezembro e também valerão para aqueles que auxiliarem usuários em práticas do tipo

por Pedro Strazza

Já não é de hoje que o WhatsApp anda preocupado com a forma como os usuários andam se aproveitando da plataforma para fins nem tão construtivos. Além de ter colocado limites bem claros na forma como se adiciona pessoas a grupos, a plataforma há alguns meses vem tentando aplicar a mesma conduta no compartilhamento de mensagens em massa, uma ação que além das correntes inocentes também se tornou uma ferramenta bastante útil para a desinformação e golpes.

Assim, depois de ter restrito o envio de mensagens a cinco destinos por vez em janeiro, a empresa do Facebook agora estuda tomar medidas legais contra aqueles que continuam realizando a prática dentro de seus limites. Em um comunicado publicado em seu site oficial, o WhatsApp confirmou que deve passar a processar usuários que insistirem na disseminação em massa de mensagens à partir do fim deste ano, mais exatamente no dia 7 de dezembro.

“O WhatsApp está comprometido a utilizar todos os recursos à disposição dele, incluindo processar, se necessário for, para evitar abusos contra nossos Termos de serviço, como o envio de mensagens em massa ou utilização comercial.” escreve a empresa no documento; “É por isso que, além das iniciativas tecnológicas, utilizamos uma abordagem jurídica contra indivíduos ou empresas que ligamos a evidências dentro da plataforma WhatsApp de abusos contra ela.”.

O WhatsApp também declarada no comunicado que tomará medidas parecidas contra quem “auxiliar a terceiros a violarem nossos Termos de serviços com práticas abusivas”, o que inclui além de compartilhamento em massa o uso comercial indevido da plataforma.

Compartilhe: