Jony Ive deixa a Apple para fundar a própria empresa

Designer foi um dos principais responsáveis pela revolução visual promovida pelos produtos da companhia, do iMac ao iPhone

por Pedro Strazza

Pelo menos oficialmente, a Apple acaba de perder um de seus principais nomes do quadro executivo: na noite de ontem (27), Jony Ive anunciou que está deixando a empresa e seu cargo de chefe oficial do design dos produtos para fundar a própria companhia. No cargo desde sua criação em 2015, Ive não será substituído por ninguém na Apple, que preferiu formar uma equipe com seus vice presidentes de design industrial, Evans Hankey, e design de interface humana, Alan Dye, para coordenar o trabalho da função junto do COO Jeff Williams.

Ainda que esteja deixando a Apple, Ive deve continuar trabalhando com a marca a partir da LoveFrom, empresa que pretende lançar em 2020 com a ajuda do renomado designer industrial Marc Newson e com foco em áreas que vão “além do design”, de acordo com o executivo.

“Depois de 30 anos e inúmeros projetos, estou muito orgulhoso dos últimos trabalhos que fizemos para criar um time de design, processo e cultura na Apple que é sem precedentes na indústria.” escreveu Ive no anúncio oficial de sua saída; “O time certamente continuará a triunfar sob a liderança de Evans, Alan e Jeff, a quem venho trabalhando como meus colaboradores mais próximos. Eu tenho a maior confiança possível sobre meus colegas de design na Apple, que continuam como meus maiores amigos, e espero ansiosamente para trabalhar com eles pelos próximos anos”.

Contratado da Apple desde 1992, Ive foi o principal nome na concepção do visual revolucionário dos diversos aparelhos lançados pela empresa. Com a autonomia conferida pelo próprio Steve Jobs em seu retorno à companhia, o designer foi quem desenvolveu o exterior amigável de produtos tecnológicos marcantes como o iMac e o iPhone, mantendo o rumo da companhia neste departamento após a morte de seu fundador em 2012.

A centralidade de Ive na Apple era tamanha que sua saída aumenta os temores de uma crise iminente na companhia entre analistas, especialmente por acontecer pouco mais de dois meses após a chefe de varejo Angela Ahrendts também ter deixado o seu cargo na empresa e em meio à turbulência nas vendas de smartphone perante as atuais tensões políticas entre China e EUA.

A saída do designer, porém, aparentemente já vinha sendo planejada há algum tempo. De acordo com o Bloomberg, Ive vinha se afastando da Apple desde que havia sido promovido como chefe de design, um cargo que nos últimos dois anos ele tocava de forma não atuante e relegando ao próprio Evans Hankey à coordenação diária das equipes.

Compartilhe: