1553087934553-LIKES

Versão do Instagram sem contador de curtidas começa a ser testada no Brasil

Empresa afirma que medida foi implementada para tornar plataforma mais saudável e menos competitiva

por Matheus Fiore

O Instagram constantemente está atualizando sua plataforma para melhor atender às necessidades dos usuários. Nos últimos anos, enormes criações como a seção de story e o IGTV foram importantes para dar maior variedade tanto para quem consome, quanto para quem produz conteúdo audiovisual na plataforma.

Agora, o Instagram implementou uma mudança também drástica, mas que não tem tanto a ver com a expansão de seus negócios: não é mais possível saber quantas pessoas curtiram uma publicação de seu feed. O Instagram removeu – pelo menos por ora – o contador de curtidas, fazendo com que apenas os autores das postagens originais saibam quem curtiu. Anunciado em abril, a atualização foi implementada primeiro no Canadá e chegou hoje (17) ao Brasil.

De acordo com a plataforma, a remoção do contador de curtidas tem como objetivo remover o sentimento de competição que alguns usuários possuem ao acessar o Instagram. A empresa ainda afirma que pretende que a transformação no sistema faça com que as pessoas se atraiam mais pelas histórias contadas pelas imagens e menos pelas curtidas.

Não há informações sobre o tempo pelo qual essa mudança surtirá efeito. O Instagram parece tratar a novidade como teste e escolheu o Brasil como uma das regiões para fazer esse experimento. É possível que, dependendo da reação da comunidade, o contador de curtidas volte. Não há, porém, qualquer previsão para que isso aconteça.

Parte daqueles que trabalham como “influenciadores” reclamaram bastante da novidade. O argumento é que a quantidade de curtidas é um dos elementos que fortalece o engajamento em seus perfis. Agora, qualquer um poderá se apresentar como “influenciador” tendo apenas um grande número de seguidores, algo que muitos conseguem de forma irregular. Já o número de curtiras, porém, era mais difícil de forjar, e representava mais o engajamento entre produtor de conteúdo e público.

A internet reagiu como sempre. Desde piadas sobre influenciadores que não terão mais o mesmo “poder”, até usuários que recebem poucas curtidas comemorando. A maior parte dos usuários, porém, viu a novidade de forma positiva por beneficiar um ambiente saudável em vez de competitivo.

Compartilhe: