Empresa cria assento que ajuda “passageiro do meio” em voos comerciais

Modelo começa a ser testado até 2020 e coloca passageiro na posição levemente abaixo dos colegas

por Matheus Fiore

A pior parte de viajar, para muitos, é o voo. Há um passageiro, porém, que sofre um pouquinho mais do que os outros: aquele que senta na cadeira do meio. Geralmente tendo espaço reduzido e sendo “amassado” pelos colegas de viagem, o sujeito que ocupa esse assento sempre está em uma situação um pouco mais desconfortável.

Pensando nisso, algumas linhas aéreas americanas estão desenvolvendo um novo modelo de assentos que beneficie igualmente todos os ocupantes das poltronas da aeronave. De acordo com a Fast Company, a Administração Federal de Aviação, órgão americano responsável por toda a aviação civil do país, aprovou a instalação desse modelo que será utilizado em pelo menos cinquenta aeronaves até o fim de 2020.

Criado pela Molon Labe Seating, o modelo possui três assentos normais com uma leve diferença: a poltrona do meio é puxada para trás e par abaixo por alguns centímetros, permitindo que o corpo encaixe melhor nas cadeiras. O projeto começou a ser desenvolvido há alguns anos e, agora, com a aprovação do órgão responsável pela regulamentação das poltronas, a tendência é que observemos mais companhias aéreas utilizando tais assentos, caso eles sejam bem recebidos nos vôos nos quais estejam presentes.

As companhias aéreas internacionais constantemente apresentam projetos para melhorar o conforto dos passageiros durante a viagem. Vale lembrar, por exemplo, que há poucos meses a Air New Zeland desenvolveu um assento que pode ser transformado em um mini-sofá que facilita o cuidado com bebês e crianças pequenas.

Compartilhe: