Pesquisa aponta que 28% dos entregadores “beliscam” a comida antes de entregá-la

Dos 500 entregadores de serviços delivery entrevistados, pelo menos metade admitiu sentir a “maldita tentação” na hora de levar a comida até o cliente

por Matheus Fiore

Não é lá algo muito incomum que, após fazer um pedido por um aplicativo, se perceba que a comida chegou com uma quantidade um pouco abaixo da expectativa. O exemplo mais comum é o pacote de batatas fritas do McDonald’s, que de vez em quando chega com a quantidade de uma porção média… em uma caixa da porção grande.

O problema é que o pesadelo é muito real: uma pesquisa feita com 500 entregadores de aplicativos como UberEats, Grubhub, DoorDash e Postmates – que são apontados como os quatro principais serviços de entregas da América do Norte – revelou que 28% desses funcionários dão uma leve “beliscada” na comida que estão entregando. A boa notícia é que os dados são concentrados nos Estados Unidos, que é onde o estudo do US Foods foi feito.

Outros números também chamam atenção. O estudo aponta que, dos 500 entregadores entrevistados, pelo menos 50% sentem-se tentados a roubar um pouquinho da comida que estão entregando. Obviamente um pouco mais da metade destes entregadores acabam cedendo à tentação – ou pelo menos esta é a parcela dos que admitiram fazer isso.

Evidentemente é difícil especular se o mesmo ocorre em escala semelhante no Brasil, mas com certeza não são poucos os clientes de restaurantes e lanchonetes que já se incomodaram com a quantidade de comida presente em seus pedidos. Nos resta imaginar se quase 1/3 dos nossos pedidos também passam por essas beliscadas.

Compartilhe: