“Celular do TikTok” não tem nada a ver com a rede social, esclarece ByteDance
Imagem: PARIS, FRANCE – MARCH 05: In this photo illustration, the social media application logo, Tik Tok is displayed on the screen of an iPhone on March 05, 2019 in Paris, France. The social network broke the rules for the protection of children’s online privacy (COPPA) and was fined $ 5.7 million. The fact TikTok criticized is quite serious in the United States, the platform, which currently has more than 500 million users worldwide, collected data that should not have asked minors. TikTok, also known as Douyin in China, is a media app for creating and sharing short videos. Owned by ByteDance, Tik Tok is a leading video platform in Asia, United States, and other parts of the world. In 2018, the application gained popularity and became the most downloaded app in the U.S. in October 2018. (Photo by Chesnot/Getty Images)

“Celular do TikTok” não tem nada a ver com a rede social, esclarece ByteDance

Empresa também confirmou que o smartphone só será vendido na China para atender a demanda da parceira Smartisan

por Pedro Strazza

Desde maio roda a informação de que a ByteDance teria planos de vender um celular próprio no mercado a partir de um acordo com a também chinesa Smartisan, que vendeu algumas de suas patentes à companhia para que esta produzisse seu modelo. No começo desta semana, porém, começou a se disseminar o rumor de que o smartphone teria algo a ver com o TikTok, com a rede social possuída pela empresa vindo pré-instalado nos celulares e portanto se tornando uma ramificação do negócio altamente lucrativo que é o aplicativo hoje.

Questionada pela Forbes e o Gizmodo, porém, a empresa desmentiu oficialmente os boatos de uma ligação de seu novo produto com a rede social, além de confirmar que o aparelho deve ser vendido apenas na China. “As informações do desenvolvimento de nosso smartphone referem-se estritamente a uma continuação de planos que já estavam acontecendo antes da ByteDance começar a trabalhar com a Smartisan” escreveu um porta-voz da empresa no comunicado oficial aos dois veículos; “O produto não possui qualquer conexão com o TikTok e o foco está em atender as necessidades da base de clientes atual da Smartisan”.

Esta estratégia de manter as vendas de um hardware ao mercado chinês se pensar o investimento atual da ByteDance para fortalecer a presença do TikTok ao redor do mundo. Depois de atingir a marca do primeiro bilhão de downloads e se tornar o aplicativo não jogável mais baixado do primeiro semestre deste ano, a plataforma tem tomado medidas importantes para viralizar sua rede social, como anunciar integração com o Giphy, adquirir start-ups de desenvolvimento de trilhas automatizadas e até mesmo lançar um programa de talentos em países como o Japão e a Coréia do Sul, onde é mais popular.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link