Crianças se aposentam da carreira esportiva em campanha contra pressão extrema para o sucesso

Comerciais da ESPN chamam atenção do público para a informação de que cada vez mais crianças estão largando o esporte por excessos na busca pelos próximos astros e gênios esportivos

por Pedro Strazza

Astros do esporte hoje nascem cedo no meio, e clubes, patrocinadores e – principalmente- pais sabem muito bem disso. Não à toa, vemos em todos os lugares do mundo milhares de crianças sendo inscritas em diversos tipos de programas esportivos para desenvolver habilidades que quem sabe se convertam num novo prodígio em que modalidade for, mas é claro que apenas alguns irão se revelar um gênio da bola, natação, corrida e etc. enquanto outros… bem, outros irão se mostrar apenas crianças normais com uma saúde pra lá de boa.

O problema é que tem pai e mãe que não percebe isso e resolve dobrar a aposta no filho para ele estourar no meio esportivo, e aí chega-se neste cenário do mundo de hoje onde é normal ver atletas explodindo perante tanta pressão para ser um sucesso. E de acordo com um estudo do Aspen Institute, este processo faz com que cada vez mais crianças entre 6 e 12 anos larguem a prática esportiva, seja por um colapso mental perante um esforço contínuo para se superar ou (o que talvez seja pior) lesões físicas.

É a partir das pesquisas feitas pelo instituto que a ESPN e a Arnold Worldwide resolveram criar junto da entidade uma nova campanha que alerta para os excessos desta pressão para achar novos astros esportivos. É uma ação que consiste uma jogada muito simples, recriando uma coletiva de imprensa cujo ponto de interesse é um astro que está prestes a anunciar sua aposentadoria ao mundo. O problema é que ao invés de ter lá seus 40 ou 30 (ou até mesmo 20) anos, a estrela que entra na salinha para conversar com os jornalistas é nada mais que um garoto, com não mais que dez anos de vida. Confira acima a “coletiva”.

A ideia é a mesma para todos os vídeos da campanha “#DontRetireKid”, que além de uma peça mais “bruta” com a declaração da criança ainda conta com comerciais de um minuto, 30 segundos e 15 segundos – confira abaixo. Os quatro materiais trazem dados da pesquisa do Aspen Institute e redirecionam o público para as páginas oficiais da campanha e do Project Play, onde pais podem encontrar maiores informações sobre as modalidades juvenis do esporte e declarações de atletas famosos como Kobe Bryant, Wayne Gretzky e Sue Bird sobre a importância de praticar esportes na infância enquanto forma de manter a saúde, não buscar o sucesso a qualquer custo.

De acordo com o presidente da ESPN Jimmy Pitaro, a razão para a realização da campanha está no descolamento das práticas esportivas desta forma de exploração da saúde mental infantil. “Nós acreditamos que os esportes deveriam estar disponíveis para toda criança. Nós queremos jogar luz sobre este assunto importante para que crianças possam de fato usufruir dos benefícios do esporte, desde melhoras na saúde até melhorar sua performance nos estudos” declara o executivo.

Compartilhe: