Streaming do Walmart, Vudu lança ferramenta que oculta cenas violentas e sexuais dos filmes

"Family Play" permite a pais escolher emudecer palavreado impróprio e subtrair cenas com nudez, sexo, violência e uso de drogas durante a exibição do filme

por Pedro Strazza

O brasileiro já se habituou a ver filmes serem dilacerados de suas cenas mais picantes e violentas para caberem na programação da TV aberta, uma prática internacionalmente conhecida por ser a medida mais fácil para as emissoras na hora de incluir este tipo de conteúdo em suas grades. O streaming, porém, vinha até aqui sugerindo um fim inevitável a essa prática, conforme a noção de “on demand” permitia que o público atuasse como intermediário na decisão do que vale e não vale mostrar pra família.

O Walmart, porém, conseguiu arranjar um jeito de incluir esta medida no meio a partir de sua própria plataforma, o Vudu que já confirmou estar preparando conteúdo original e estreia nesta quinta (12) sua primeira série na modalidade – um remake de “Mr. Mom”, no caso. O serviço lançou hoje a ferramenta “Family Play”, cujo propósito de vida é permitir que os pais vejam seus filmes favoritos com os filhos sem que eles precisem se preocupar com questões de nudez, violência, palavrões e uso de drogas no meio do caminho – e é tudo customizável, veja bem.

Com suporte para já mais de 500 filmes na plataforma (que por enquanto só está disponível nos Estados Unidos), o recurso permite que o usuário selecione aquilo que ele quer deixar de fora da sessão e pode ser desligado a qualquer momento na exibição. Enquanto para questões de nudez, sexo, violência e uso de drogas o streaming automaticamente pula os trechos mais relevantes destes momentos, no caso de linguagem imprópria o Vudu apenas emudece a situação em que os personagens usam todos os palavrões do mundo para se expressar.

Segundo o TechCrunch, a introdução do Family Play acontece de acordo com o que a rede de varejo tinha divulgado previamente em evento em maio, quando o diretor sênior afirmou que o objetivo do Walmart com o Vudu era criar um serviço que se diferenciasse de outros por poder criar e oferecer conteúdos que possam ser assistidos por toda a família. “Com tanto conteúdo disponibilizado e cada vez mais pessoas assistindo, e se pudéssemos ser um streaming que providencia um ótimo e seguro ambiente de experiências para famílias?” escreve o vice-presidente Scott Blaksteen em um post no blog oficial do Vudu para justificar a ferramenta.

Além do Family Play, a plataforma também firmou parceria com a firma de advocacia Common Sense Media para estabelecer classificações indicativas, resenhas “de um ponto de vista parental” e um “modo amigável a crianças” no esforço de materializar esta visão de negócios – que nem é tão original assim, se considerar que a Netflix há tempos já possui uma modalidade infantil similar.

Compartilhe: