Nova campanha global da Smirnoff lembra que bebida já foi ilegal

Comercial com toques de espionagem celebra marca como "infame desde 1864"

por Pedro Strazza

A Smirnoff esta semana está lançando sua primeira campanha publicitária global em 25 anos, e é justo o ângulo histórico que domina as atenções na ação. O comercial maior da campanha, afinal, quer lembrar ao público sobretudo da longa trajetória da bebida – e, em especial, do período em que sua venda e posse eram ilegais.

Criado pela 72andSunny e dirigido por Rupert Sanders (que alguns devem conhecer como o homem responsável por “Branca de Neve e o Caçador” e a adaptação para os cinemas de “Ghost in the Shell”), o vídeo em um minuto mostra a garrafa da Smirnoff em diversos contextos históricos de perseguição, desde a época da proibição do álcool nos EUA ao cenário hip hop de Los Angeles. Ao som de um cover de “Shimmy Shimmy Ya”, o comercial parece ligar todos os cenários em uma mesma linha de tempo, criando a sensação de que a marca é perseguida desde sempre pelas “forças oficiais” – o que leva ao slogan “Infamous since 1864”. Confira acima na íntegra.

De acordo com a Smirnoff, a campanha já foi lançada na Europa e em breve deve chegar ao Brasil, Estados Unidos, Canadá, Argentina e Quênia em meios como o digital e impresso. O formato segue mais ou menos o esquema abaixo, onde se destaque a “opressão” vivida pela companhia ao longo dos séculos.

A Smirnoff também lançou uma série de chamadas em vídeo para divulgar o comercial e os quais brincam com a temática de espionagem da peça central. Confira abaixo:

Compartilhe: