Spacex-starlink

SpaceX pede permissão para lançar mais 30 mil satélites Starlink

Empresa já começou o lançamento dos satélites no início deste ano, mas ainda com números singelos

por Soraia Alves

A SpaceX pretende ampliar em quase quatro vezes o projeto SpaceX Starlink. De acordo com a SpaceNews, a empresa pediu à União Internacional de Telecomunicações (UIT) permissão para acessar lançar mais 30 mil satélites Starlink.

Quando a SpaceX lançou o projeto, a empresa introduziu o Starlink como uma rede de internet espacial composta por 12 mil satélites. A UIT e a Comissão Federal de Comunicações dos EUA (FCC) aprovaram a solicitação da empresa de acesso para esses 12 mil satélites, e agora analisa a nova solicitação para o lote de 30 mil satélite.

A FCC enviou um total de 20 registros à UIT, com cada um pedindo permissão para 1.500 satélites em várias órbitas terrestres baixas, o que a Technology Review do MIT observa que pode ser motivo de preocupação, uma vez que essa área do espaço, embora seja mais limpa, também é onde poe haver a movimentação de naves espaciais tripuladas.

Ainda assim, apesar do pedido, isso não significa exatamente que o projeto Starlink realmente lançará um total de 42 mil satélites. Alguns críticos da empresa acreditam que os registros são apenas uma estratégia para adiar as mudanças nas regras da UIt, que estão prestes a acontecer.

A SpaceX tem sete anos para lançar um satélite com as frequências solicitadas e terá que operá-lo por 90 dias antes de perder o acesso aos direitos do projeto.

A empresa já lançou com sucesso os primeiros 60 satélites Starlink em órbita no início deste ano, com planos de lançar mais 60 neste mês e tantos outros em novembro.

Compartilhe: