Até a equipe de redes sociais de “Avatar” sabe que vai ser difícil vender as sequências

Conta no Twitter da franquia comparou as continuações aos carboidratos que o público adepto do low carb diz não precisar e faz piada da demora pra sair os novos filmes da franquia

por Pedro Strazza

Até antes de “Vingadores: Ultimato” arrasar todos os recordes e se firmar como a maior arrecadação da história para um único filme, era uma espécie de piada recorrente entre as pessoas nas redes sociais dizer que “Avatar” era o estranho caso da maior bilheteria de todos os tempos que “não tinha deixado sua marca”. Por mais que exista vários absurdos na afirmação, ela não deixa de ter um fundo de verdade: embora tenha destruído nas bilheterias há 10 anos e fundado a moda do 3D entre os estúdios de Hollywood, o épico sci-fi de James Cameron acabou ficando pra trás depois de todo o afã, uma condição gerada em parte porque o cineasta dedicou esta década de 10 inteira a criar sequências que só multiplicavam e eram adiadas.

Mas enquanto Cameron parece finalmente pronto para começar a lançar as esperadas continuações da franquia (com uma tecnologia cuja única expectativa possível é a de explodir cérebros) e a Disney marcou uma data de estreia que soa como a definitiva, a verdade é que depois de uma década quem se ferrou muito é mesmo a equipe de marketing do filme. Mesmo tendo em mãos o prosseguimento da história de uma das produções mais ricas do mercado, a divulgação sem dúvida terá o difícil desafio de convencer a esmagadora do público que sim, ainda vale a pena ficar animado para estas bilionárias continuações que nunca chegam.

E sabe o que é pior? Eles sabem disso e sim, vão usar esta informação a seu favor.

Na noite de ontem, a conta oficial da franquia no Twitter postou uma mensagem ironizando a demora para a estreia das sequências a partir de um meme que comparava a “espera” pelo filmes com o público low carb. A piada, irônica em um nível que fazia jus ao provável (e merecido) ego de Cameron, dizia que tanto os carboidratos quanto as continuações de “Avatar” se igualavam ao ter um grupo considerável de gente dizendo que “ninguém precisa deles”. O post infelizmente foi apagado, mas você pode vê-lo abaixo:

Embora o tweet em questão tenha sido apagado, quem decidir se aventurar pela seção de respostas do perfil da franquia vai encontrar uma série de comentários em que a conta mantém o comportamento “zueiro” com usuários que tiram sarro da longa demora pela continuidade da saga. A “admissão de culpa” é fantástica, das declarações de amor a quem ainda tá na expectativa pelos filmes às piadas com quem ironiza a situação:

E tem até resposta a memes que envolvem indiretamente a franquia, como piadas com a fontes Papyrus usada no título:

Independente de como será a trajetória do segundo “Avatar” até ele estrear em 21 de dezembro de 2021, a verdade é que pra princípio de conversa o marketing já começou com o pé direito – e quem diria que uma atitude tão sarcástica poderia sair da conta de um filme da Disney, né?

Compartilhe: